Essex County – Jeff Lemire

Não é fácil falar de Essex County. Estamos a falar de uma obra final de quase 500 páginas, que alterna entre gerações de famílias e apresenta os relacionamentos sob várias perspectivas, em diferentes épocas. O cenário é desolador. Uma localidade rural de vivência dura e fria à qual as famílias se submetem ao longo de gerações. Já o resultado é esmagador – envolvente, cativante mas, também, incómodo. O tipo de incómodo que faz parte de uma grande obra.

O que causa incómodo em Essex County? Os relacionamentos difíceis entre familiares por desentendimentos ou acidentes, a incapacidade de ultrapassar os maus momentos e refazer relações – a cada nova componente sente-se um afastamento que não se compreende até à apresentação de episódios adicionais. Existem segredos profundos, segredos que marcam mas nem sempre podem ser revelados.

Este volume, que compila a trilogia Essex County (Tales from the farm, Ghost Stories e The Country Nurse), começa com a história de um rapaz que vai viver com o tio, com o qual tem uma relação distante, após falecer a mãe. Nem o tio está habituado a crianças, nem o rapaz está susceptível a uma nova autoridade, refugiando-se nas histórias de super heróis e vestindo uma capa para tecer as suas fantasias. Na loja de banda desenhada estabelece um estranho relacionamento com o funcionário, um ex-jogador de hóquei que ficou mentalmente incapaz após um acidente.

Alternando entre os momentos finais da mãe, a realidade cinzenta, e as grandes aventuras imaginadas pelo rapaz, esta primeira história está carregada de elementos sobre o relacionamento de todas as personagens – uns subtis, outros mais visíveis, mas que em conjunto nos fazem compreender a sua dinâmica.

A segunda história centra-se em dois irmãos que jogam hóquei, sendo que um deles consegue uma carreira profissional em melhores clubes. O outro irmão, o que ficou para trás e que teve de enveredar por outras carreiras, recorda, agora idoso, o companheirismo inicial, quando ainda jogavam no mesmo clube, e o conhecer a namorada do irmão – evento que irá marcar o relacionamento entre ambos numa sucessão de eventos inevitáveis mas que decepcionam o leitor pelo carácter dos acontecimentos.

Na terceira parte acompanhamos a vida da enfermeira que vai fornecendo mais detalhes sobre a vida de todas as personagens anteriores, sabendo o segredo de família do rapaz que vive do tio, e cuidando do irmão, agora velhote. Simultaneamente, conhecemos a história da avó da enfermeira, uma história bastante trágica e que marcou o passado daquela localidade.

Existem, claro, temas recorrentes, como o hóquei, uma prática desportiva comum que é, também, forma de fugir de um quotidiano e caminho de glória e dinheiro. Ou o quão desoladoras e frias são as regiões onde decorre a história fazendo com que seja igualmente duro o dia a dia.

Já as famílias possuem segredos, alguns que causam quebras nem sempre ultrapassáveis, pontos de ruptura que afastam irmãos e pais. Estes segredos são conhecidos por poucos e apenas a sua revelação consegue justificar a forma como os relacionamentos decorrem.

As desgraças são motor narrativo: acidentes de carro e de desporto, lesões mentais e físicas, mortes prematuras por cancro ou incêndios, traições físicas ou morais. E não são tão constantes quanto nos podem parecer, mas porque acontecendo uma desgraça na vida do indíviduo, o marca, passando a ser foco constante do pensamento do próprio ou daqueles que o rodeiam, e provocando fortes alterações comportamentais.

São todos estes elementos, os segredos familiares, as desgraças passadas, os difíceis relacionamentos que dão dimensão à vida das personagens retratadas em Essex County. As personagens ultrapassam a ficção e passam a ser pessoas com passado e densidade, pessoas que, tal como nós, se encontram e desencontram.

4 pensamentos sobre “Essex County – Jeff Lemire

  1. Digital ou papel? Pergunto eu, se também procede à leitura de banda desenhada /livros em formato digital. Caso seja o caso, qual a app você prefere para comprar ebooks, Google Play Livros, iBooks ou Kindle?
    E só para enlamear ainda mais a água, meu dispositivo de leitura preferido é o meu Kobo, no qual eu posso ler qualquer arquivo EPUB, não importando onde ele foi comprado. A razão pela qual eu prefiro é porque ele usa uma tela de tinta eletrônica e pode demorar um pouco sem precisar carregar, e o dispositivo em si não era proibitivamente caro. A razão por trás disso tudo é porque eu gosto de ir acampar, e não estou preocupado com o fato de o dispositivo estar danificado quando chove. (Além disso, porque não precisa ser carregado com frequência durante a leitura com ele.)

  2. Nada supera a sensação de uma revista em quadrinhos nas mãos, mas o digital permite que você não se preocupe com perda (backup) e espaço de armazenamento,mas despesa e conveniência significam que eu principalmente confio em digital.

  3. Parabens por manter o blog e dar a conhecer trabalhos magnificos de autores estrangeiros.

    Um trabalho incrível, um para rivalizar com os grandes “romances americanos modernos” (eu sei que Lemire é canadense)

    Uma história de desgosto e arrependimento, de um jogador de hóquei envelhecido. Desenhada no estilo único de Lemire, a desolação combina perfeitamente com o pano de fundo branco como a neve.

    Enquanto o ato final é o mais fraco, essa é a menor das críticas.

    Muito … simplesmente … maravilhoso

  4. Raramente uso o formato digital – apenas para os que recebo em formato digital para dar uma crítica. De resto, prefiro papel. Para ler prosa, por vezes, por causa do tamanho do livro opto pelo digital, mas para banda desenhada, nunca é opção minha. Talvez se não encontrar em formato físico equacione essa hipótese, mas com tanta coisa para ler em papel, ainda não tive de optar pelo digital 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.