Gran Hotel Abismo – Marcos Prior e David Rubín

Gran Hotel Abismo é, sobretudo, uma história de denúncia. Decorrendo num futuro próximo, apresenta uma crise económica projectada pelas grandes empresas para aumentarem os seus lucros e diminuirem os ordenados e liberdades da população em geral.

O resultado é fácil de prever – várias manifestações que rapidamente se tornam violentas por imposição de uma polícia que atira sobre os manifestantes ou sobre quem passa na rua naquele momento. A repressão atinge níveis impensáveis em supostas ditaduras e as liberdades são contornadas para se atingirem os objectivos das companhias.

Prevendo uma redução do ordenado mínimo, rapta-se um dos principais investigadores sobre o tema, mantem-se o homem fechado num quarto durante um mês, com o objectivo único de ver se o montante previsto é o suficiente para a sua sobrevivência.

Gran Hotel Abismo consegue a proeza de ter grandes momentos, mas de não ter uma linha narrativa coesa e satisfatória. A arte de Rubín é estrondosa e o enquadramento permite transmitir algumas das mensagens pretendidas, mas ao não criar personagens nem ao seguir um pensamento lógico, resulta num quase livro de recortes com algumas passagens interessantes (principalmente a nível gráfico) mas que não satisfaz totalmente.

Um pensamento sobre “Gran Hotel Abismo – Marcos Prior e David Rubín

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Janeiro de 2018 | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.