Jogos ao Sábado – Roam – Ryan Laukat

Do mesmo autor de Above and Below, ou Eight-minute Empire, saiu recentemente este Roam, via Kickstarter. Ryan Laukat não só desenha os mecanismos do jogo, como executa o aspecto visual, em ilustrações que são agradáveis e suaves e que resultam melhores nalguns jogos – como é o caso deste.

Algo que se destaca neste jogo é a lógica fácil de explicar e de pôr em prática. O objectivo é fazer pontos através de cartas ou de ferramentas (na versão base). As cartas possuem dois lados: um lado de mapa, e um lado de personagem. Antes de pertencerem a algum jogador, as cartas irão revelar o seu lado mapa.

As cartas podem ser obtidas preenchendo os espaços disponíveis com peças da nossa cor. O jogador que tiver mais peças nessa carta, leva-a para a sua mão. E como se colocam peças? Usando as cartas que indicam quais os padrões de colocação de que dispomos. As cartas que vão sendo usadas vão sendo voltadas, sendo que apenas quando se usarem todas é que voltam a ficar disponíveis. Existem ferramentas que alteram um pouco esta disponibilidade de cartas.

Adicionalmente, vamos ganhando moedas quando colocamos peças em posições do mapa que tenham a indicação de moeda. Estas moedas servem para colocar mais peças e para adquirir ferramentas. Para além de pontos, estas ferramentas permitem realizar acções, como mover peças, virar cartas, ou pagar menos moedas para colocar mais peças.

A experiência de jogo é algo diferente com 2 ou com 4 jogadores. A 4 sente-se o tamanho do mapa como um constrangimento que pode ser usado a nosso favor – preenchendo suficientes espaços de mapa para garantirmos a carta como nossa, mas deixando que outros jogadores a fechem por nós.

Para além do jogo base, existe uma pequena expansão que segue a mesma lógica, mas ao invés de colocarmos peças quando jogamos uma determinada carta, colocamos peças quando adquirimos cartas. Esta expansão leva-nos a considerar mais uma possibilidade de pontuação aquando da aquisição de uma carta.

Sem detalhar as restantes regras (existe um vídeo muito bom e simples para o efeito), Roam é um jogo abstracto simples e de jogadas rápidas. Existe alguma interacção entre jogadores (na forma como ocupam o mapa e como usam determinadas ferramentas) e a quantidade de padrões disponíveis e as ferramentas permitem obter variedade de jogo para jogo.

O resultado é elegante e prático – dentro da linha de Eight-minute Empire (principalmente se compararmos sem a expansão); mas visualmente mais agradável, com alguns elementos mais práticos (como os quadrados mais achatados). Ainda que proporcione experiências diferentes a 2 e a 4 jogadores, é um jogo aconselhável para ambos os números de jogadores.

Neste momento, o jogo encontra-se disponível apenas na Amazon.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.