Bufón – Zidrou e Porcel

Contado como se se tratasse de uma lenda medieval (quer em contexto, quer em progressão), Bufón (ou, em português, o bobo da corte) é uma história encantadoramente triste. O original é francês, mas sendo-me mais fácil a leitura em espanhol, adquiri a versão da Norma na Cult (uma pequena livraria no Areeiro onde se podem encomendar livros de editoras espanholas ao PVP ).

A história

Uma criança com problemas físicos vive nos calabouços do castelo. Tendo nascido aí, fruto de uma jovem prisioneira que foi usada por todos os homens que assim o queriam, a criança nunca conheceu a mãe, nem a realidade fora da prisão. Quando o senhor do castelo, um dia, desce aos calabouços para torturar alguém e o conhece, decide-se a oferecer esta criança à filha, para substituir o falecido cão.

Assumindo o papel de idiota da corte, a criança vai crescendo e tornando-se um adolescente – um rapaz que é atraído pela jovem donzela com quem partilha todo o dia a dia. Quando a adolescente morre, o rapaz não resiste a dar-lhe um beijo,

Comentário

Há vários aspectos a destacar nesta história. Por um lado, existe a dura existência dos que não são nobres nem protegidos, atirados sem razão para os calabouços e sobrevivendo de forma dura sem controlar o seu destino. Os nobres têm poder suficiente para controlar destinos e praticar injustiças impunemente, sem justiça ou retaliação. Por outro, se os pobres já eram tratados como sub humanos, alguém com uma deficiência ou problema visível é considerado um animal, sem dignidade e sem querer.

Esta criança, crescendo como o bobo da corte para substituir o cão da donzela, reflecte a mais dura das existências. E mesmo tornando-se alguém cuja presença é desejada pelas populações, é rapidamente descartado pela sua aparência.

A narrativa não se perde em razões filosóficas ou em tecer reviravoltas justas. A existência deste jovem é como é e não se adoça ou suaviza o impacto emocional das suas vivências. A história torna-se melancólica e sem esperança, apesar de todas as virtudes do jovem.

Conclusão

Apesar de ser uma leitura pesada, El Bufón é uma excelente história que pega numa estrutura clássica para se apresentar. Adicionalmente, usa alguns detalhes de época para compor uma linha interessante e lógica, apesar de triste. É, sem dúvida, um livro excelente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.