Jogos ao Sábado – Sagani de Uwe Rosenberg

Eis mais um dos abstractos de Uwe Rosenberg! Neste caso trata-se de Sagani, um abstracto com um tema mais animado (ou relaxado) que até pode parecer semelhante a Nova Luna, mas que proporciona uma sensação de jogo muito diferente e leva a distintos caminhos lógicos.

Enquadramento temático

Em Sagani, o tema é o equilíbrio dos quatro elementos: terra, água, ar e fogo, sendo que o nome Sagani deriva do nome que Paracelsus terá dado aos espíritos, no seu trabalho De Meteoris (1569). Este tema é percepcionado apenas nas diferentes criaturas que ilustram as várias peças, não contribuindo para a lógica das jogadas.

O jogo

Em Sagani, cada jogador tenta concretizar o maior número de pontos possível, através da conclusão dos objectivos disponíveis nas suas peças. Tal como em Nova Luna, cada peça possui uma determinada cor, sendo que os objectivos dizem respeito às peças que lhe são vizinhas. Neste caso, não existe uma avaliação ortogonal das peças que estão próximas, mas a validação de que peças de determinada cor se encontram em determinada direcção (ver desenho abaixo, e imagens exemplificativas do livro de regras).

Em Sagani, o jogador escolhe à vez, uma peça para adicionar à sua área de jogo. As peças disponíveis para escolha começam por ser cinco, sendo que apenas são repostas quando se esgotarem. As peças que podem ser obtidas têm diferente número de objectivos bem como valores diferentes de pontos. Existe, também, uma outra forma de descartar e obter peças através do Intermezzo. Esta forma pode ser consultada em detalhe no livro de regras.

Aquando da sua aquisição e colocação na área de jogo, a peça capta tantos discos quanto os objectivos que possui. Consoante se concretizam os objectivos ilustrados na peça, os discos vão sendo deslocados do centro para sobrepor as setas indicando cada objectivo. Cada jogador possui um número limitado de discos, pelo que se a peça necessitar de mais, devem ser utilizados os vermelhos que dão pontos negativos ao jogador. Existe, portanto, necessidade de gerir bem estes discos.

O fim de jogo ocorre quando é ultrapassado o número de pontos adequado ao número de jogadores, sendo que se termina a ronda actual até que todos os jogadores tenham efectuado o mesmo número de jogadas.

Componentes

Um dos grandes destaques deste jogo é o visual mais relaxado, até, juvenil. Cada combinação de cor e número de objectivos tem uma criatura diferente, resultando numa área de jogo colorida. Os discos de objectivos são em madeira de diferentes cores, e o cartão dos tabuleiros e das peças é suficientemente grosso, sem ser excessivo. Para a gama de preço e o tipo de jogo, a qualidade é adequada, sem ser excessiva. A sinalética é facilmente perceptível.

Experiência de jogo

Dadas as semelhanças com Nova Luna, é impossível não comparar, também, a experiência de jogo. Ainda que, em ambos os jogos, as peças possuam um formato semelhante e contenham os objectivos a concretizar, a forma como os objectivos são concretizados é suficientemente diferente para obrigar a um diferente raciocínio.

Enquanto que, em Nova Luna, os objectivos são concluídos pela forma como as peças se agrupam e se aproximam, em Sagani, os objectivos são concluídos conforme a direcção em que colocamos peças de determinada cor. Esta diferença leva a uma sensação de jogo divergente entre os dois jogos.

Nova Luna obriga-nos a fazer uma escolha, favorecendo ligações entre algumas cores. Em Sagani, se ocuparmos um espaço com uma cor, continuamos a poder concretizar o objectivo colocando outra peça na mesma direcção. A escolha, em Sagani, assenta mais na cor da peça e no número de discos de que precisa (para não termos de usar os vermelhos).

Por outro lado, em Nova Luna, a ordem dos jogadores é determinada através da progressão num trilho, sendo uma forma de equilibrar as peças obtidas pelos jogadores. Em Sagani, cada jogador tem a sua vez. Esta diferença faz com que o tempo de pausa seja mais equilibrado.

Finalmente, Nova Luna termina assim que 20 objectivos tenham sido concluídos, enquanto que Sagani termina apenas quando ultrapassada a barreira de pontos adequada para o número de jogadores. A morte súbita em Nova Luna pode não agradar a todos os jogadores. Já Sagani possibilita o mesmo número de jogadas a todos os jogadores.

O facto de não obrigar a escolhas tão duras quanto Nova Luna, faz de Sagani um jogo mais relaxado. O tipo de objectivos em Sagani é mais fácil de percepcionar, sendo captado mais facilmente por novos jogadores.

Conclusão

Sagani é um jogo abstracto com um tema visualmente mais relaxado (o que não é usual). É um jogo fácil de explicar para novos jogadores e é uma boa opção para quatro jogadores. Apesar de gostar mais do Sagani, cá em casa, esta preferência não é unânime e há quem prefira o Nova Luna – isto porque eu não gosto dos tempos de espera exagerados que podem ocorrer a quatro jogadores em Nova Luna.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.