Ainda que goste de andar de livraria em livraria, de estante em estante, a explorar livros, por vezes, quando sei exactamente as obras que quero, opto por encomendar directamente à editora, ou por utilizar um site com oferta variada como o Wook e a FNAC. Deixo aqui um resumo daquilo que têm sido as diferentes experiências de compra online em sites nacionais.

O sistema de escolha dos items é semelhante em todos: podemos ir navegando e acrescentado livros a um cesto de compras, que podemos visualizar, ou alterar (retirar ou alterar o número de livros). Escolhidos os items, preenchemos então os dados básicos (nome, e-mail, morada…). De seguida começam as diferenças: portes de envio, meio de pagamento, contactos e cheques-oferta.

Em editoras como a Tinta da China ou a Saída de Emergência, assim como na FNAC, não nos são cobrados portes de envio, ao contrário da Editorial Presença ou da Wook.  Relativamente a meios de pagamento, a Saída de Emergência apenas disponibiliza a possibilidade de enviar a encomenda à cobrança, com sistema de processamento automático. Por sua vez, a Tinta da China fornece, para os interessados, um NIB para pagamento por transferência, através de um e-mail personalizado. Sites como o da Editorial Presença, o da FNAC ou o da Wook, permitem também, o pagamento através de visa ou por multibanco (pagamento de serviços através de uma referência / entidade indicadas para o efeito). Finalmente, a utilização de descontos, no sites da FNAC e da Editorial Presença é simples e eficaz.

Até agora existe, apenas, uma única experiência negativa. No site da Bertrand foi-me impossível efectuar uma encomenda. A entidade / referência fornecida não funcionou nem online, nem em multibanco físico, não me foi possível alterar o modo de pagamento, tendo de cancelar a encomenda o que resultou na perda do cheque oferta que tinha utilizado. Os contactos foram inúteis: aos e-mails não obtive resposta, o telefone ninguém atende. Confrontando a experiência com conhecidos, tomei conhecimento de experiências semelhantes: impossibilidade de contactar a editora ou de obter informação sobre as encomendas efectuadas, problemas nos pagamentos e encomendas que chegam a demorar vários meses.

Em suma, o processo é simples (excepto na Bertrand), podendo obrigar à criação de uma conta de utilizador (que no futuro poderá permitir saltar o passo de introdução de dados do destinatário) e rápido.

Gostava de saber, também, como tem sido a vossa experiência nas encomendas on-line: contratempos, dificuldades no pagamento, ou impossibilidade de contactar a editora?