Recomendações assustadoras: Banda desenhada

Começo com as sugestões de autores portugueses! E claro que seria impossível não referir um pequeno zine de horror lançado pela Legendary Books! Mais propriamente, Legendary Horror Stories. Neste zine particpam vários autores conhecidos pela qualidade das suas obras, como André Oliveira, Nuno Duarte ou Tiago Cruz. Para além do tema óbvio de horror, este zine destaca-se por incluir o logo da Legendary Books em todas as histórias – mas o leitor terá de os procurar bem!

Andromeda de Zé Burnay foi publicado em idioma inglês numa campanha de crowdfunding lançada pelo próprio autor. Este volume destaca-se pela qualidade de edição bem como pela inclusão de uma banda sonora para acompanhar a leitura. Entretanto foi lançada, também, uma edição em português pela nova editora no mercado, A Seita, que tem novos extras. A história está no limite do terror, rodeada por misticismo e monstros.

Num tom mais leve, Tangerina e No Caderno de Tangerina, poderão ser uma boa sugestão para os mais novos. Ambos os livros contam a mesma história sob perspectivas diferentes, levando o leitor a interpretações diferentes. Aqui, o monstro não é tão óbvio como parece.

Entre as sugestões portuguesas e estrangeiras encontra-se A Morte Viva. Neste caso só o desenhador é português e trata-se da adaptação de um clássico de ficção científica. A obra apresenta elementos de sociedade distópica e futurista (principalmente no início) e prossegue com elementos de horror que recordam um Frankenstein ambicioso e tecnológico. É uma excelente leitura que segue caminhos arrepiantes.

Passando às sugestos inteiramente estrangeiras, destaco Injection, uma obra de Warren Ellis que apresenta uma inteligiência artificial capaz de transformar a realidade, usando, para tal, elementos fantásticos de contos tradicionais. A cada volume abrem-se novos episódios de terror. A Inteligência Artificial testa frequentemente novos limites, sem sentido de moral ou de ética.

O Homem Vazio de Cullen Bunn (já conhecido do público português com Harrow County, uma das melhores séries de horror em publicação em Portugal) é, também, uma história arrepiante que cruza elementos de fantasia e de ficção científica com horror. O ambiente é pesado mostrando como várias pessoas se rendem a um chamado invisível que as leva a executar loucuras.

É impossível fechar estas recomendações sem referir Dylan Dog. A personagem encontrava-se ausente no mercado português, mas no último ano e meio foram lançados volumes através da Levoir (Colecção Bonelli), da G Floy e de A Seita. Todos estes volumes possuem fortes elementos sobrenaturais integrados em histórias movimentadas em que o detective do sobrenatural, Dylan Dog investiga algum caso.

Posted In

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.