Sugestões de Halloween – Banda Desenhada

Dylan Dog

As aventuras do investigador do sobrenatural, Dylan Dog, costumam ser de leitura corrida, invocando fantasmas ou outros fenómenos, mas sem um tom assustador. Nalgumas histórias o herói é levado a explorar os interstícios da realidade, as fronteiras do que existe e do que já existiu, havendo lugar para mundo fantásticos e assombrados. Se optarem por esta sugestão aconselho as edições lançadas em Portugal, em capa dura, quer da Levoir, quer da G Floy, quer de A Seita:

Harrow County

Esta recomendação não é nova – mas o último volume da série foi publicado no mercado português recentemente pela G Floy, e já a li toda! Razão suficiente para reforçar que se trata de uma boa série de horror que termina de forma brilhante! Carrregada de acção e de criaturas arrepiantes, demonstra que os verdadeiros monstros nem sempre são os de aspecto horripilante! O ambiente é rural, recordando as terriolas do interior americano, remetendo para tradições e bruxarias locais, numa amálgama inquietante.

Bone Parish

Esta série ainda não se encontra publicada em português. É do mesmo autor de Harrow County e tem uma premissa simples que, até onde li (o segundo volume) é aproveitada de forma inteligente e arrepiante. Em Bone Parish desenvolve-se uma nova droga a partir de restos mortais de humanos. Esta nova droga é vendida por um pequeno grupo local, gerido de forma familiar – mas a sua popularidade é tanta que grandes grupos de mafiosos ficam demasiado interessados nela. Sucedem-se as usuais emboscadas com vários mortes, como seria de esperar. O que não é expectável é que as experiências para tentar fazer a mesma droga resultem em pesadelos vivos.

Para os que não se importam de ler em inglês esta poderá ser uma boa opção!

Gideon Falls

Quem me segue sabe que Jeff Lemire é dos meus autores favoritos! Não admiro de tudo o que produz (existem alguns trabalhos que são mais fracos ou repetitivos) mas aqui, em Gideon Falls, está a trabalhar um género diferente que o afasta da fantasia ou da ficção científica poéticas. Esqueçam os lirismos ou as boas intenções e as personagens de aparência inocente.

Em Gideon Falls o mal anda à solta e contamina a mente de qualquer um. De realçar que a história tem alguns toques lovecraftianos, centrando-se num Celeiro Negro que parece aparecer e desaparecer em diferentes momentos e espaços, um género de portal para um horror inagualável. A série está a ser publicada em português pela G Floy.

Eu, Louco

Em Eu, Louco, a história centra-se na máfia de interesses que se gera na indústria farmacêutica. Se o tema não vos parece suficientemente horripilante, o que pode haver de mais arrepiante do que uma empresa que mina o sistema de saúde para levar milhares ao falso diagnóstico de uma doença psicológica, lucrando com isso?


Sugestões de anos anteriores – 2018 e 2019

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.