The Great Bazaar & Brayan’s Gold – Peter V. Brett

both

Em O Ciclo dos Demónios, de Peter V. Brett toda a história roda em torno de um simples facto que fez divergir este mundo do que conhecemos: os demónios. Todas as noites estes seres mágicos se erguem do núcleo para atacar os humanos, e todas as noites os humanos se escondem por detrás das runas, caracteres com os quais tecem barreiras mágicas. Estes sucessivos ataques terão feito regredir uma civilização que, pelas pistas deixadas ao longo das histórias, terá sido bastante evoluída.

Por receio de pernoitar fora das muralhas protectoras de uma cidade, os seres humanos raramente viagem, e o sentimento de medo é constante. Ainda assim, existem aqueles que se arriscamo como profissão, mensageiros, que levam correspondência e mercadorias entre as povoações. Arlen, o herói deste ciclo fantástico é um desses mensageiros.

Brayan’s Gold faz-nos rever um Arlen ainda jovem, mas já aprendiz de mensageiro e bastante corajoso. Acompanhado por um mensageiro mais velho, mas bêbado e cobarte, tem como missão a entrega de uma perigosa carga, explosivos. Para além da instabilidade da carga e do ambiente irregular, Arlen depara-se ainda com assaltantes e demónios, que o seu parceiro de viagem não ajuda a defrontar.

Na segunda história, The Great Bazaar, Arlen retorna ao deserto para procurar tesouros escondidos em cidades abandonadas. Atacado por demónios desconhecidos, Arlen sobrevive por pouco a mais uma aventura. De regresso ao bazaar é recebido por Abban, um rico mercador que, no sistema de castas daquele povo, pouco mais é do que uma mulher. Astucioso e ambicioso, Abban convence Arlen a mais uma aventura.

Num mundo onde qualquer descuido com as runas é fatal, vamos assistindo à transformação de Arlen num herói cada vez mais introvertido e isolado. Tendo sofrido perdas bastante traumáticas, carrega nos ombos a culpa de sobreviente. Mas nestas aventuras revemos um Arlen audaz e destemido, ainda jovem e optimista. São duas aventuras interessantes principalmente para quem leu os restantes ciclos da saga.

Estas duas histórias foram publicadas separadamente, em dois volumes pela Subterranean Presso em edição limitada. Recentemente, surgiu uma edição da Harper, mais acessível, que contem um pequeno glossário para que os novos leitores não se sintam perdidos.

3 pensamentos sobre “The Great Bazaar & Brayan’s Gold – Peter V. Brett

  1. Pingback: Resumo de leituras – Março 2014 | Rascunhos

  2. Pingback: Últimas aquisições digitais (algumas gratuitas) | Rascunhos

  3. Pingback: Destaque da semana: O Grande Bazar | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s