Assim foi: Outras literaturas – Banda desenhada

pf_jornal18_bd_maquete1-1

Infelizmente cheguei tarde, mas ainda foi o suficiente para que a discussão se debruçava sobre o impacto político, consciente ou inconsciente, do trabalho de cada um dos autores, Anton Kannemeyer, Marcelo D’Salete e Posy Simmond, enquadrando-se esse impacto nos países onde forem publicados. Discussão interessante, apesar deconsiderar também bastante importante o “simples” aspecto lúdico e criativo da banda desenhada.

IMG_5369

No final, houve perguntas! Bastantes, o suficiente para terem de dizer “só mais esta”, o que é raro de ocorrer. E aqui falou-se das novas tecnologias, e da sua utilização (ou não) na criação das pranchas, prosseguindo-se para disponibilização virtual desse trabalho. Apesar do curto tempo que pude assistir é de realçar as boas condições do espaço (com traduções em simultâneo), e o quão composta estava a sala (apesar da fotografia apenas mostrar a parte mais vazia).

Este é o tipo de iniciativas que se querem ver mais por cá, com autores reconhecidos internacionalmente nos vários géneros da literatura, um interesse que tinha sido esquecido há muito pela fundação Gulbenkian. Esperemos que esta seja apenas a primeira de muitas.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Assim foi: Outras literaturas – Banda desenhada

  1. Pingback: Assim foi: Outras literaturas - Banda desenhada...

  2. Pingback: A ficção especulativa em Portugal – 2015 | Rascunhos

Deixe uma Resposta para Nuno Ferreira Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.