Blood Stain Vol.1 – Linda Sejic

Blood stain_cover

Esqueçam o ar sombrio da capa – ainda que, com este primeiro volume, não se perceba qual o trabalho deste cientista louco, é uma banda desenhada cómica que utiliza como personagem principal, uma rapariga desastrada, com a tendência para se ver em situações estranhas.

blood stain _1

Todo o enredo roda em torno destes episódios estranhos – a jovem Elliot Torres encontra-se à procura de trabalho e não o encontrando como química submete-se às mais diversas ocupações. Por azar, em todos os empregos que arranja ocorrem situações peculiares que oscilam entre o nojento e o perverso.

blood stain _2

Quando encontra um anúncio para a posição de assiste num laboratório que procura uma química pensa que a sua sorte poderá mudar. Mas logo há quem a avise que a proposta pode ser duvidosa e com o historial de empregos falhados, Elliot fica reticente em preencher a vaga. O primeiro telefonema não ajuda. Do outro lado a voz é estranha e Elliot acaba por se esquecer deste emprego por alguns tempos ao arranjar trabalho num café.

blood stain _3

Infelizmente, o trabalho como empregada de mesa termina. Com o acumular da pressão familiar, Elliot recorda o emprego de assistente, oscilando entre o receio do desconhecido numa cidade distante, ou a permanência na casa dos pais, sem emprego. Volta a telefonar, mas do outro lado respondem-lhe que deve apanhar o avião dentro de três horas se ainda quer a vaga.Levada pelo desespero deixa tudo para trás e corre.

blood stain _4

Neste pequeno volume de 120 páginas (das quais 40 são preenchidas com extras) a história centra-se apenas em Elliot, uma personagem com queda para as situações inusitadas. O que encontramos, até ao momento, é apenas uma introdução que explora estas situações ao extremo e que coloca Elliot na casa do cientista louco. Qual o nível de loucura, desconhecemos, mas pelos extras dá a entender que o cientista será mais despistado do que propriamente um Frankenstein moderno.

blood stain _5

Uma página dos extras

O visual é interessante sem ser espectacular. A autora explora sobretudo as expressões e a linguagem corporal da personagem para nos dar a entender os seus pensamentos. O tom é descontraído e, apesar do título, é leve e engraçada, não parecendo que vá sequer roçar o horror.

Cópia fornecida em formato digital para crítica.

Um pensamento sobre “Blood Stain Vol.1 – Linda Sejic

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Maio de 2016 (2) | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s