Os loucos também dançam – Valentina Silva Ferreira

Na Madeira actua um perigoso assassino que ataca apenas mulheres. Mas não qualquer mulher. Tratam-se de mulheres cuja falta não é notada até serem descobertas, frias e nuas, de pel pintada num qualquer lugar remoto. Enquanto usa as vítimas como tela para as suas obras, o assassino pintor procura alguém para escrever a sua história.

Patrícia é uma biógrafa competente mas solitária. A sua infância está carregada de traumas que a impedem de perseguir um normal relacionamento. Quando é raptada pelo assassino não se assusta como as demais – característica que o Pintor procura na pessoa que possa escrever a sua história. Nenhum dos dois espera o que se segue – entre segredos de vida e o fascínio pelo processo de matar alguém, apaixonam-se.

Nesta história não é só o assassino que é peculiar. Bem posto e agradável (como seria de esperar) projecta nas suas vítimas a figura materna de quem nunca obteve o amor de que precisava. Até aqui seria o expectável. Mas este assassino usa os corpos para produzir obras de arte e acaba por se revelar capaz de envolvimento com Patrícia, uma mulher com a qual sente empatia, dada a sua infância.

A surpresa virá depois. Quando pensamos que o caso está resolvido e percebido, prossegue a história mostrando que havia muito por contar e perceber, levando a uma nova interpretação dos momentos descritos inicialmente. Os loucos também dançam revela não um horror mas vários, uma história com personagens mais horrendas do que o assassino.

Os loucos também dançam foi publicado pela Flybooks.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.