57 – O Perigoso Pacifista – Histórias de Adriano Correia de Oliveira Paulo Vaz de Carvalho e João Marcarenhas – Decorridos 60 anos da morte de Adriano Correia de Oliveira, surge esta homenagem em forma de banda desenhada que apresenta momentos chave na sua vida e que inclui um CD com 7 dos seus temas mais emblemáticos. Figura marcante da cultura portuguesa e na mesma onda de artistas que José Afonso, parece semi esquecido da memória actual. Este livro recorda-o;

58 – El Paseo de los sueños – Zidrou e Mai Egurza – Eis mais uma história fofinha de Zidrou, neste caso num género ligeiramente apocalíptico – ou pelo menos transformador. Napoleón desperta um dia numa cama desconhecida – uma cama alheia numa casa que desconhece e de uma dona que ainda menos reconhece. Um escândalo do qual não sai acusado por ter sido polícia. Quando, nos dias seguintes, se sucede o mesmo, é necessário investigar porquê;

59 – Shi – Vol. 1 – Zidrou e Homs – Outra vez Zidrou, mas agora numa série mais séria, que nos mete para as injustiças raciais e de género cometidas décadas antes, e que acabam por justificar circunstâncias de um presente semelhante ao nosso. Uma narrativa poderosa num visual mais tradicional e detalhista, mas bastante expressivo e carregado de movimento. Uma série para continuar a acompanhar;

60 – O Regresso – Alberto Manguel – O retorno à terra que se deixou décadas antes terá de ser sempre um momento agridoce. Neste caso o autor coloca uma personagem que fugiu no seguimento de perseguição política, para regressar a um casamento. Entre locais que já não conhece e locais que permanecem, encontra velhos conhecidos que se esfumam como se nunca tivessem existido, falando de remorsos e situações dúbias. Um relato ligeiramente fantástico onde se joga com memórias e percepções, para trazer recordações e arrependimentos.