Os Assaltos à Padaria – Haruki Murakami

IMG_9418

Se adorei Kafka on the Shore, bem como Hard-boiled Wonderland and the End of the World, o mesmo não posso dizer de outros livros de Haruki Murakmi como The Wind-up Bird Chronicle, After Dark ou Sono, em que achei que a exploração da fórmula estava a perder magia e mistério, deixando um esqueleto que se vai movendo a custo.

Foi assim com algum receio que peguei neste Os Assaltos à Padaria, publicado pela Casa das Letras, em formato semelhante ao Sono, uma história curta bastante ilustrada, em que gostei mais das imagens do que da história. Felizmente, apesar da história simples, gostei bastante dos Assaltos.

IMG_9436

Ainda que esteja separado em dois contos, os dois constituem uma história maior. No primeiro dois amigos esfomeados resolvem assaltar uma padaria, levando consigo duas facas. Quando chegam à padaria os dois rapazes hesitam em perpetuar o crime na presença de uma cliente, mas assim que ela sai, logo se decidem.

O dono da padaria oferece então um acordo – na ausência de não quererem simplesmente levar o pão, oferece uma maldição. Proposta negada pelos jovens, com a qual o dono da padaria contrapõe, indicando algo inusitado.

Vários anos mais tarde, um dos rapazes, recém-casado, acorda durante a noite, conjuntamente com a esposa, ambos com uma fome desvairada. Abrindo as portas do frigorífico  e das despesas, o que encontram mal dá para empatar.

IMG_9412

Estranhando a dimensão da fome o rapaz recorda o assalto à padaria com o amigo, contando o episódio à esposa. A conclusão é imediata – estará amaldiçoado. Para quebrar o sentimento, deverá assaltar realmente uma padaria. Mas àquelas horas, onde?

Estranho, surreal e cómico. As duas histórias interligam-se e complementam-se, não existindo uma sem a outra, dois episódios mirabolantes com suficientes elementos estranhos, mas não excessivos que agradam sem se alongar demasiado.

Visualmente consegue ser um livro agradável, repleto de imagens a três cores, à semelhança da capa: dourado, verde e branco. A combinação resulta muito bem nalgumas páginas, mas excede-se noutras, originando imagens com demasiado brilho, espampanantes e pouco elegantes.

Sem ser tão excepcional quanto as minhas primeiras leituras de Haruki Murakami (até porque o formato não permite esse desenvolvimento), possui uma boa história, coesa com laivos cómicos que me fará dar uma nova oportunidade ao autor, em histórias mais longas.

Outros livros do autor

7 pensamentos sobre “Os Assaltos à Padaria – Haruki Murakami

  1. Olá
    Gostei de ler po teu comentário. Gosto do autor e como tu, adorei ler o “Kafka à beira mar” e o “Impiedoso pais das maravilhas e o Fim do Mundo” Para mim este último é o melhor livro dele até à data. Li mais alguns que também gostei, muito embora não tanto como estes, nomeadamente a trilogia 1Q84 que tem criticas muito boas e que alguns dizem ser o melhor dele, deixou-me um pouco desapontada, talvez porque a expectativa também era muito alta.
    Mas com este comentário deixaste-me muito curiosa com o livro, acho que o vou acrescentar à lista para o PaI Natal, pode ser que ainda vá a tempo 😛

  2. Pingback: Resumo de Leituras – Novembro (4) | Rascunhos

  3. Pingback: Últimas aquisições | Rascunhos

  4. Pingback: The Strange Library – Haruki Murakami | Rascunhos

  5. Pingback: The Wind-up Bird Chronicle – Haruki Murakami | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s