A Lula e a Baleia é um daqueles filmes alternativos que se centra em pessoas alternativas, neste caso uma família disfuncional.

O pai é um intelectual típico e elitista, professor de faculdade e escritor frustado que usa a pressão psicológica para manipular o pensamento e a opinião dos que o rodeiam. A mãe, embora psicologicamente mais equilibrada, vai tendo sucessivos casos para colmatar as falhas amorosas do seu casamento. Com o acumular das tensões, a separação do casal é inevitável sobretudo quando a mãe se torna uma escritora bem sucedida.

Os filhos, confusos pelo desmoronar da realidade conhecida entram num vicioso ciclo de comportamentos dispares para se afirmarem, para serem aceites e para corresponderem À forte chantagem emocional exercida pelo pai.

O significado do título é algo para ir percebendo ao longo da história e que é descortinado no final.

Inteligente, emotivo e diferente – um must see