Wolverine: Origem

IMG_7018

Wolverine é dos heróis do Universo Marvel que mais me fascina. Seja nos filmes em que aparece como personagem secundária, seja nos filmes em que é principal herói, é pouco sociável e apresenta um espírito tempestuoso, submetendo-se por isso a uma vida de isolamento por receio de magoar os que o rodeiam.

Em Wolverine:Origem o isolamento é ainda mais vincado. Iniciando-se com a infância do herói, um rapaz enfermo que passa os dias fechados na mansão da família, centra-se sobretudo na menina orfã que é contratada para lhe fazer companhia, pelo que pouco vemos por detrás da barreira que vai crescendo em torno do rapaz de poucas palavras.

IMG_8772

Entre o avô de rígida mentalidade que instiga à brutalidade, e a mãe que permanece fechada no quarto, o pai é o único elemento da família que se preocupa com o rapaz, procurando trazer alguma normalidade à vida do filho enfermo. Os contrastes emocionais tornam o quotidiano difícil mas dois amigos persistem – a menina e o filho do caseiro que sofre maus tratos diários do pai, bêbado e vingativo.

Estes momentos entre as três crianças são os raros e efémeros momentos de grande luminosidade, momentos frágeis que não afastam totalmente a sombra dos acontecimentos que terão ocorrido ao rapaz enquanto bebé, e que cedo se esgotam – o caseiro odeia a nova companhia do rapaz e afasta-o, contaminando-o com o rancor crescente.

IMG_8763

Estão reunidos os elementos de tensão que irão originar um episódio de grande violência. Como forma de defesa a natureza do rapaz enfermo revela-se e as garras crescem-lhe nas mãos. Protegido pela rapariga, é obrigado a fugir de casa e até do país, abrigando-se no trabalho árduo das minas para o qual não está preparado.

IMG_8764

Cada vez mais silencioso e isolado, o rapaz transforma-se num homem do qual pouco conseguimos perceber, transparecendo poucos pensamentos ou sentimentos, principalmente pela quase ausência de expressão facial – isto quando o rosto aparece descoberto, o que é raro.

Assemelhando-se cada vez mais a um predador selvagem revela raros rasgos de humanidade apenas perante a amiga de infância que ainda o protege. O trabalho nas minas entre homens de pouco carácter endureceu-o – assim se lançam as sementes para novo episódio violento e determinando na geração do herói.

IMG_7040

Este volume introdutório explora os primeiros momentos da personagem apresentando-nos a criança doente e frágil antes de se transformar no homem temível que conhecemos como Wolverine. Crescendo num ambiente familiar decadente, amadurece entre homens brutos tendo como âncora humana a amável rapariga.

Tudo isto confere à personagem o isolamento voluntário que lhe conhecemos. Mas pouco se percebe do herói em si. Como já tinha dito o rosto aparece quase sempre encoberto o que, em conjunto com o seu silêncio, permite manter o véu de mistério.

Em tom de inevitável queda psicológica, a história intercala qualquer momento mais positivo e pacífico com grandes episódios de rancor, ódio e perda. O resultado já o conhecemos – o herói avesso a usufruir da companhia dos restantes e imperdoável consigo próprio.

Não sendo das pessoas mais conhecedoras do Mundo Marvel apreciei bastante esta versão do aparecimento do herói, uma história que tem elementos muito deprimentes, mas talvez por isso mesmo, também cativantes.

3 pensamentos sobre “Wolverine: Origem

  1. Adoro o Wolverine, é uma personagem riquíssima. A Marvel começou foi a inventar muito com ele e sem saber o que lhe fazer mais, mataram o original e agora há uma série de personagens criados à sua imagem, mas que não são o mesmo. :/

    • eu conheço pouco do Universo Marvel e desta personagem – achei que neste livro, anterior ao que mais se conhece, tinham alguma liberdade para desenvolver, sem chocar, o percurso inicial da personagem. achei que jogaram pelo seguro e o Wolverine é quase uma personagem fantasma, tudo o que conhecemos dele através deste livro é através dos outros ou das suas acções – não há discurso directo dele, nem uma expressão da sua perspectiva.
      esta personagem taciturna corresponde ao pouco que conheço, mas efectivamente, estive a pesquisar a história da personagem e parece-me que houve muita gente a inventar, dando-lhe rumos contraditórios – há até uma versão onde o Wolverine é um animal que terá “ganho” forma humana !! :S

  2. Pingback: Wolverine: Origem (Volume 2) | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s