O Cavaleiro Sueco – Leo Perutz

IMG_1257

Com apenas dois livros disponíveis em português (este, O Cavaleiro Sueco publicado pela Cavalo de Ferro e O Judas de Leonardo pela Caleidoscópio) Leo Perutz é conhecido pelas suas obras de horror e fantástico. Nascido em Praga (essa cidade fantástica que não paro de encontrar nas minhas leituras), publicou várias obras onde se reconhecem alguns detalhes bastante evoluídos para o seu tempo.

Ainda que não evoque a figura física do diabo, O cavaleiro sueco recorda algumas das histórias de aventureiros tradicionais que se vêm a mãos com o diabo, tentados pela fortuna fácil e pela via da esperteza marreca a ganhar a vida, sem perceber que automaticamente se estão a condenar ao fogo eterno. Ainda que, neste caso, a figura do diabo não seja visível, encontramos também uma figura sobrenatural que irá catalizar acções e determinar o rumo das nossas personagens.

A história começa com dois jovens a atravessar, em pleno Inverno, terrenos que não lhes são acolhedores. Um, de origem nobre, terá fugido do exército e procura agora juntar-se ao Rei Sueco. O que o acompanha, bem mais corajoso, é um ladrão de profissão que, ainda de torta moral, consegue ter mais honra e dignididade do que o pobre. É num moinho aparentemente abandonado que os seus destinos se confundem. Espera-os uma mesa farta que o nobre fanfarrão se apreça a consumir, enquanto o ladrão, desconfiado, se recorda de ser este o moinho do moleiro fantasma.

É o destino que vai dar a conhecer ao ladrão uma propriedade negligenciada a cargo de uma jovem inocente que espera o seu prometido – por azar o nobre conhecido do ladrão. Ainda que enviado pelo nobre para se resgatar ao dono do moinho, o ladrão esconde os seus intuitos ao ver que a jovem se iria sacrificar sem medida e retorna ao moinho sem cumprir a promessa feita.

Esta é a primeira grande mentira que irá decidir o futuro de ambos – o nobre vai para as minas e o ladrão, liberto e manhoso, faz-se chefe de uma pequena pandilha para assaltar igrejas que acumulam fortunas sem uso. Apesar das sucessivas acções desonradas, o ladrão, astuto, tem um objectivo maior – retornar um dia à propriedade da bela jovem e endireitar tudo o que de lá viu de errado. Mas claro que o passado o persegue – sejam as mentiras trocadas com o nobre que o levam a assumir uma identidade alheia, sejam as acções perpetuadas com os seus companheiros da má vida.

Tanto ladrão como nobre acabam, por vias tortas, por concretizar parte dos seus sonhos, mas com grandes consequências para ambos – o ladrão não pode revelar quem é e quem foi, o nobre quase se esquece de quem é. Ambos acabam, de forma diferente, por conhecer o esplendor e a queda, em reviravoltas que relembram as melhores histórias do conflito Diabo – Deus.

Apesar do enredo ter algumas semelhanças com histórias tradicionais de esperteza e engano, possui um desenvolvimento das personagens que lhe confere maior dimensão. É que o ladrão não é simplesmente um jovem astuto, mas o fruto das circunstâncias, um jovem de intenções até honradas, mas que age de acordo com os comportamentos que conhece. Também os bandidos que chefia são personagens menores que evoluem e geram alterações na vida do ladrão, e até a pequena filha acaba por ter um papel muito importante no desenrolar da história.

Para além disso, a história tem ainda uma outra leitura podendo passar por ser fruto da imaginação de uma criança esperançosa que vê, nos seus sonhos, um conforto familiar. E o que dizer do moleiro que não assume nunca as suas possíveis características sobrenaturais deixando pairar a dúvida? Apesar de ter um enredo familiar, nada é, nesta história, tão simples quanto parece.

3 pensamentos sobre “O Cavaleiro Sueco – Leo Perutz

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Janeiro de 2016 (4) | Rascunhos

  2. Pingback: Últimas aquisições | Rascunhos

  3. Pingback: O melhor do primeiro trimestre de 2016 | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s