A espada do rei Afonso – Alice Vieira

Confesso que Alice Vieira não era das minhas autoras favoritas mas eis um livro que sempre me intrigou e sobre o qual ouvi falar maravilhas. Comparado à série juvenil Viagens no Tempo de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada (que muito apreciava), A espada do rei Afonso apresenta três irmãos que, sem saberem bem como, vão parar à cidade de Lisboa recém conquistada pelo, ainda não rei, Afonso.

Os seus modos, vestimentas e forma de falar rapidamente os denunciam como sendo estrangeiros, mas, depois de se certificar que não se tratam de espiões, o bobo da corte leva-os a assistir ao discurso do Rei. Tratando-se de crianças são acolhidos por um dos nobres mais importantes e tornam-se amigos da rapariga de que ele toma conta.

A história é inverosímil. Para além da viagem de teor fantástico, a aparente familiaridade com que se dirigem a todos e têm acesso a personalidades importantes como o futuro Rei D. Afonso Henriques torna a história pouco credível – algo que como adulta percebo – mas ainda assim com alguma piada pelo espírito pouco submisso dos três irmãos que apresentam características bastante diferentes e se dirigem a todos com aquele tom castiço de quem pouco teme.

O ponto alto estará na forma como estas personalidades pouco domáveis se envolvem com os restantes, que é aproveitada para entrelaçar factos importantes da História de Portugal, tornando-se assim numa forma fácil de fazer com que os leitores percepcionem alguns dos acontecimentos que levaram à fundação de Portugal – o aval do Papa que tarda em chegar para reconhecer D. Afonso Henriques como rei, os mouros que se vêm combatidos sem dó nem piedade usando-se como desculpa a diferente religião, ou as batalhas mais decisivas e os elementos que contribuíram para o seu desfecho.

Com vocabulário fácil e narrativa de leitura escorregadia, A Espada do Rei Afonso é uma narrativa divertida que sabe desenvolver uma boa dinâmica entre as personagens principais e utilizá-la para explorar factos históricos.

A Espada do Rei Afonso foi publicado pela Caminho.

One comment

Deixe uma Resposta para Memórias ao Vento Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.