The Escapists – Brian K. Vaughan, Steve Rolston, Jason Shawn Alexander, Philip Bond e Eduardo Barreto

 

The Escapists constitui uma sequência ao livro The Amazing Adventures of Kavalier & Klay de Michael Chabon (publicado em Portugal como As espantosas aventuras de Kavalier & Clay), o autor conhecido, também, pela história alternativa The Yiddish Policemen’s Union (publicado em Portugal como O Sindicato dos polícias iídiches), ou Gentlemen of the road.

Em As espantosas aventuras de Kavalier & Klay uma dupla de primos judeus cria um herói de banda desenhada que se torna famoso nos anos 40. Em The Escapists um rapaz descobre finalmente o que o falecido pai mantinha escondido na cave – uma extensa colecção em torno do super-hérói criado pela dupla. Na cave não encontra apenas os livros, mas também artigos, posters e o fato utilizado numa filmagem.

Fascinado pelo interesse escondido do pai, o rapaz cresce, lê e relê todos os livros disponíveis, tornando-se um fã incondicional de um herói há muito esquecido. A reviravolta ocorre quando a mãe falece deixando-lhe o avultado prémio de um seguro. O que fazer com o seguro? Comprar os direitos do super-herói e tentar montar uma pequena gráfica para produzir novas aventuras!

A história vai intercalando três estilos, ao mesmo tempo que apresenta três diferentes histórias – a do rapaz que tenta tornar-se um escritor de banda desenhada, a nova aventura do herói que vai sendo produzida, e trechos importantes da banda desenhada original. São três histórias que ecoam umas nas outras, enquanto a ficção se imiscui na realidade, e a realidade se traduz numa nova ficção. O próprio autor, Brian K. Vaughan entra neste jogo numa pequena introdução onde mistura ficção e realidade, numa excelente homenagem ao livro de Michael Chabon.

Ainda que não conheça o livro de Michael Chabon foi-me possível apreciar esta banda desenhada e a construção de Brian K. Vaughan que se traduz numa história envolvente onde não falta a paixão romântica do criador que investe tudo na sua obra, nem o peso da amizade, nem a tragicidade. Nem um vilão! O dono de uma grande empresa de produção de banda desenhada que, ao ver o trabalho dos jovens pretende os direitos de volta e usa a grande máquina empresarial para forçar a venda.

Entre o romantismo de querer concretizar um sonho como continuação da obsessão paterna, e o choque com a realidade, o grupo adapta-se e cresce, deixando para trás a inocência dos heróis que vencem contra tudo e todos. The Escapists é uma banda desenhada apaixonante que intercala as várias camadas da história, dando, a cada uma, um estilo próprio.

Outros trabalhos de Vaughan

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s