O Bibliófilo Aprendiz – Rubens Borba de Moraes

IMG_3779

Pensam que têm uma biblioteca razoável em casa? Esqueçam. Qualquer pensamento nesse sentido será rapidamente dissipado quando pegarem neste livro, onde se falam de colecções de livros, a sério.

Desde logo o autor aconselha a que se delimite o tema da colecção que se pretende reunir – sem se dissiparem os esforços será decerto mais fácil construir uma colecção mais valiosa e rara, aumentando quer o valor do conjunto, quer a satisfação de um colecção coesa e temática.

Cedo se percebe que o próprio autor escolheu um tema concreto reunindo livros sobre o Brasil, conhecendo episódios históricos quer de obras publicadas sobre o país, quer da história da publicação brasileira. O que faltará? Alguém que pesquise os princípios da publicação nalguns estados brasileiros.

Homem culto, disserta tanto sobre a forma de ir obtendo os livros, como sobre a forma de os armazenar e comercializar, diferenciando desde logo o comum dono de uma biblioteca do coleccionador a quem interessa reunir obras raras em perfeito estado, e, ainda do livreiro.

Se o livreiro tem de pensar primeiro no lucro das negociações, o coleccionador nunca poderia enveredar por tentar a carreira de livreiro, pois rapidamente acabará por tentar guardar para si os melhores e mais raros, vendendo aqueles a que ninguém interessa.

O bibliófilo que não faz questão de mostrar seus livros precisa ter paciência quando os mostra a gente que nada entende. Precisa ouvir sem pestanejar, perguntas como «o senhor já leu todos esses livros?» ou então: «Mostre-me um livro de cem mil cruzeiros».

No texto vamos encontrando observações que são verdadeiras pérolas, desabafos de um coleccionador, verdades para quem gosta de ter os livros, e se sente exasperado em tentar explicar a quantidade de estantes ocupadas. Bem, esta pergunta já a ouvi diversas vezes e não me importuna. É preferível a perguntarem-me “Para quê tantos livros, não são todos iguais?”.

Não é de estranhar que o autor se debruce sobretudo sobre a atmosfera brasileira e realce tanto as obras que têm como tema o Brasil – apesar de ter passado grande parte da sua vida na Europa, nasceu em São Paulo e tem no país um misto de fascínio pela sua história e de crítica pela forma como não foram mantidos intactos e incólumes determinados exemplares.

Apesar de algumas especificidades, este livro tanto poderia ser sobre o Brasil como sobre outros países – por ignorância e por vaidade dos novos ricos, alguns livros acabaram descaracterizados ou danificados, outros desaparecidos (pelo menos de circulação).

Não sou, decerto uma coleccionadora. Gosto de ter determinadas edições de determinados livros, principalmente edições ilustradas de cada dura ou edições especiais de algumas editoras – mas nem por sombras sonho a ter uma colecção tão especializada e rara quanto a do autor. Tal carece de muito tempo e disposição, coisas cada vez mais raras.

Mas para quem gosta de livros e bibliotecas, é um livro curioso, carregado de episódios semi cómicos, de quem não sabe (nem quer) esconder alguma frustração, mas a aproveita para dissertar fluidamente sobre o tema. Uma leitura excelente.

Um pensamento sobre “O Bibliófilo Aprendiz – Rubens Borba de Moraes

  1. Pingback: Últimas aquisições | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s