Apesar de Tudo – Jordi Lafebre

Conhecia este autor apenas como desenhador, tendo participado em vários álbuns de Zidrou como Lydie, Verões Felizes, ou La Anciana que nunca jugó al tenis y otros relatos que sientan bien. Aqui o autor é narrador e desenhador, existindo alguns elementos da história que podem ser encontrados nas histórias de Zidrou – um género de agridoce que recorda a realidade apesar do foco em momentos excepcionais.

A história

A narrativa apresenta-se por ordem inversa, ou seja, no primeiro capítulo conhecemos o final da história com o reencontro de dois amantes que, tendo concretizado os seus planos individuais, podem agora usufruir da companhia um do outro. Os capítulos seguintes regridem no tempo, mostrando os momentos de contacto entre os dois e os episódios que determinaram a sua união tantos anos depois.

Ana acabou de se reformar como presidente da câmara, tendo finalizado finalmente um dos grandes projectos da sua vida – uma ponte. A filha já está crescida e independente, e o relacionamento com o marido, apesar de agradável, nunca parece muito próximo. Por sua vez, Zeno, livreiro, andou muitos anos embarcado e finalmente fecha a sua tese de doutoramento em física, usando borboletas para explicar a sua teoria. Fechados os projectos de vida de ambos, acabaram-se portanto as desculpas e podem agora usufruir da companhia um do outro.

Opinião

A forma de apresentar a história é original. O desfecho deixa de ser o momento determinante da história, mas sim a jornada – o que levou estas duas pessoas a adiarem sucessivamente o momento de se juntarem novamente, e como conseguiram não acumular tensões e frustrações neste percurso.

Ainda assim, existe um sentimento agridoce. Por um lado é de destacar uma história que leva as personagens a concretizar os seus planos pessoais, independentemente dos relacionamentos amorosos. Por outro, existe um constante encontro e desencontro que parece adiar a felicidade das duas personagens – uma suspensão na concretização que justifica o apresentar da história. Ainda, existem outras personagens que podem ser afectadas pelo reaproximar do casal.

Um dos aspectos fundamentais que dá carisma e envolvência à história são as particularidades das personagens. Para além do sentimento dúbio que também é característico de Zidrou e que encontramos também aqui, a forma de apresentar personagens é, também, um ponto de semelhança. São personagens com elementos distintos que ganham dimensão de episódio a episódio. Sentimos que as conhecemos não porque nos são descritas, mas porque percebemos como agem em vários momentos.

Visualmente, a história apresenta o estilo característico do autor, destacando-se a expressividade das personagens e a relação do texto com a imagem. A narrativa vai alternando os episódios de encontro, com a apresentação das cartas que trocam ilustradas por momentos significativos nas vidas das personagens – as longas horas de trabalho na câmara, ou as viagens no mar alto.

Conclusão

Esta combinação, de originalidade narrativa com personagens empáticas e envolventes, faz deste Apesar de Tudo uma das grandes leituras dos últimos tempos – uma história onde o que interessa é o percurso e em que é impossível não terminar a leitura com um sorriso nos lábios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.