A Filha da Fortuna – Isabel Allende

Abandonada numa noite fria e enrolada num casaco de homem – assim apareceu Eliza, na casa dos Sommers. Adoptada pela família inglesa, Eliza é criada entre os cozinhados de Mama Fresia e as roupas finas de Miss Rose conhecendo várias versões romanceadas do seu aparecimento que acabam por se entrelaçar na realidade.

Agora estás lixada, menina, o teu corpo mudará, as ideias balhar-se-ão e qualquer homem poderá fazer contigo o que lhe der na gana

Assim profetiza Mama Fresia quando Eliza se torna numa “mulherzinha”… E pouco tempo depois não foi bem assim… mas quase – Eliza apaixona-se por um pobre e orgulhoso empregado de seu tio, de ideais revolucionários e sonhos utópicos, que acaba por partir em busca do ouro. A troco de uma jóia, Eliza consegue seguir o amado meses depois, escondida no porão de um navio por um cozinheiro chinês, que se revela um médico experiente aquando do aborto na viagem.

Fraca demais para seguir a pista do seu amado sozinha, o médico chinês desembarca com Eliza que se faz passar por rapazinho de modo a passar despercebida naquela terra de demasiados homens para poucas cortesãs baratas

Ao longo do livro, a história de Eliza é suspensa para dar lugar à das restantes personagens, cujos destinos se entrelaçam em estranhas coincidências.

O final é revelado ao longo do desenrolar da história – um comentário, uma premonição, um pensamento; mas sem por isso desvalorizar o prosseguimento da narrativa. Talvez por isso as últimas páginas me tenham parecido insuficientes, deixando alguns pormenores finais por contar – pormenores talvez desnecessários e muito previsíveis, mas que me deixaram aquela sensação de livro inacabado… Esse final pode, no entanto, ter ajudado a não deixar cair, tão cedo, o livro no esquecimento…

3 comments

  1. gosto muito de ler ,e sem duvida gosto muito dos livros de Isabel Allende, já os li praticamente todos , mas A CASA DOS ESPERITOS foi o que mais me fascinou, um romance fantastico , que aconselho vivamente a ler quem goste de um bom romance

  2. O final do livro parece inacabado, mas isso pode dever-se ao facto de haver a sequela “Retrato em Sepia”, embora esse não retrate directamente a vida de Eliza.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.