Black Hammer – Vol. 1 e 2 – Jeff Lemire, Dean Ormston, Dave Stewart

Quando soube da premissa explorada por esta série pensei que poderia ser apenas mais uma história a conferir um lado humano aos super-heróis. Mas sendo Jeff Lemire avancei com a leitura. E ainda bem. É verdade que outras histórias de banda desenhada já exploraram a humanidade dos super heróis com poderes. Recordo facilmente as novas histórias da Marvel ou O Legado de Júpiter.

Se algumas histórias da Marvel apresentam heróis jovens que tentam encontrar o balanço entre a sua cultura e as novas responsabilidades, mostrando inconsistências típicas da idade, dúvidas existenciais e dificuldade em controlar os poderes, já em O Legado de Júpiter os super hérois são famosos como as estrelas pop, levando a que os mais novos apresentem os vícios dos famosos e os mais velhos se julguem perfeitos, intocáveis e superiores. O resultado, em O Legado de Júpiter, é catastrófico para a humanidade e resultada em complicadas relações familiares entre os heróis.

Mas apesar de toda esta panóplia de narrativas que se centram no lado humano dos heróis com super poderes, nenhuma consegue ser tão estranha, tão envolvente e, em simultâneo, tão disfuncional e caoticamente tão sentimental quanto Black Hammer. Sentimos o desespero, o amor, a rejeição, a demência, a força – tudo em doses brutais e arrebatoras, que acompanham as personagens imperfeitas de Lemire – imperfeitas como qualquer humano, com falhas e valências, com inseguranças, medos e sentimentos. É que Jeff Lemire não retrata os super-heróis quando estes estão no topo da sua forma. Mas velhos, cansados, derrotados e fartos de uma reclusão forçada que lhes retira todas as possibilidades de uma existência satisfatória.

O nosso grupo de super-heróis encontra-se numa vila interior dos Estados Unidos da América, mas na sua própria quinta onde tentam passar uma noção de normalidade. Mas a família começa a despertar algumas desconfianças na vizinhança, sobretudo pelas atitudes da criança que bebe, fuma e pragueja como um adulto. É que apesar do corpo de criança, esta heroína é uma senhora de sessenta anos que se transforma numa menina para desempenhar as tarefas heróicas e que agora se vê presa neste corpo, sem poder usufruir da reforma que tanto anticipava nem das poucas vantagens da idade.

Entre o robot que cuida das tarefas de casa, o alienígena homosexual que tenta estabelecer novos laços e o herói cosmonauta que viaja constantemente entre realidades, tempos e espaços (e por isso não está preso, mas demente), o grupo é disfuncional, catastrófico e depressivo. A menina não consegue ser vista como o adulto que é, causando-lhe eterna frustração e Abe com mais idade procura um novo amor na ex-mulher do xerife ciumento.

Cada membro daquele estranho grupo tem problemas pessoas nos quais se foca excessivamente, perdendo as pistas de que algo naquele local não é coerente. Será a vinda da filha de um dos heróis falecidos que perturbará o equilíbrio insano e dará início a uma sucessão de rupturas – mas onde terminarão é algo que ainda não é revelado.

Jeff Lemire tornou-se rapidamente um dos meus autores favoritos pela forma como desenvolve personagens. São personagens imperfeitas e muito humanas, que facilmente geram empatia fazendo com que os cenários mais banais possam ser explorados e se mantenha o interesse do autor (como com outros livros do autor). Não é o caso. Por detrás destas estranhas relações entre super heróis encontra-se uma trama maior, um mistério pronto a ser desvendado, que serve de ligação de toda a trama.

Os dois primeiros volumes de Black Hammer foram publicados pela Levoir em parceria com o jornal Público.

Um pensamento sobre “Black Hammer – Vol. 1 e 2 – Jeff Lemire, Dean Ormston, Dave Stewart

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Junho de 2019 | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.