Miriam – Joana Eça de Queiroz (Antologia Ficção Especulativa Queer)

A antologia termina com uma história num futuro pouco distante em que as alterações climáticas provocaram o aumento significativo dos incêndios florestais. Neste contexto, o evitar de desgraças humanas leva ao total êxodo das zonas rurais e a concentração nas cidades, que recebem assim, os refugiados.

É nesta premissa que encontramos duas opiniões distintas em relação aos bombeiros – deve deixar-se arder, livremente, as florestas, ou intervir sabendo a consequência financeira e humana dessa intervenção? De um lado encontram-se os comentadores de café, aqueles que têm sempre uma opinião, do outro uma bombeira que serve, também, à mesa de um café.

A narrativa é-nos apresentada pela perspectiva de outra empregada do mesmo café que parece aproximar-se emocionalmente da bombeira, naquele género de interacção de incerteza e insegurança que caracteriza os estados iniciais de aproximação.

A premissa é simples, mas desenvolvida de forma consistente e competente, resultando num conto que pode muito bem tornar-se no nosso futuro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.