War Stories – vários autores

war stories

Esta enorme colectânea de contos reúne histórias em torno da guerra, que se centram desde as fases iniciais de preparação, até ao período pós-guerra, passando pela impersonalização ou pela recuperação, bem como por temas como os traumas físicos ou psicológicos que marcam os sobreviventes. Ou pela ocupação da área conquistada, e pela vontade de retornar à guerra, pelos ex-combatentes.

O livro começa com um conto de Joe Haldeman, um dos melhores do conjunto que explora uma das profissões mais ingratas e seguras numa guerra – a de coveiros. A história possui ainda alguns detalhes sobrenaturais – ou serão episódios proporcionados pela fracção oposta para instaurar o terror psicológico?

Um dos sentimentos bastante explorados nas histórias apresentadas é a culpa. Como resolver o trauma dos soldados que destroem vidas de inocentes no terreno? Bem, os drones que já conhecemos permitem o total afastamento físico e algum afastamento psicológico. Mas será o suficiente? Não sofrerá também quem os comanda? Porque não substituir os condutores dos drones por algoritmos capazes de racionalizar estratégias e de tomar decisões? A quem caberá a culpa, então, se um dos algoritmos falhar?

Outras das formas de minimizar os traumas passará por adormecer os sentimentos no campo de batalha através de capacetes. Mas que acontecerá aos soldados que os retiram em casa para regressar à vida doméstica? Que farão com as memórias visuais? Mas fácil e menos traumático, porque não substituir os soldados por robots, construídos para a guerra mas de aspecto humano? O que fazer findo o conflito, recolhê-los ou deixá-los abandonados? Aguardarão eternamente novos comandos ou serão capazes de abandonar o seu posto e integrar-se numa vivência humana – serão tão humanos quanto os corpos que habitam os fazem parecer?

Estas são apenas algumas das hipóteses que os contos vão explorando e desenvolvendo, formas de diminuir a perda humana que podem passar pela transferência de consciência para novos corpos clonados, ou pela selecção de seres humanos menos merecedores para integrarem batalhões de guerra. Claro que não basta responder a cada uma destas perguntas, até porque cada solução transporta consigo novos problemas morais e sociais, que fazem parte da complexidade humana.

Mesmo após a guerra propriamente dita, como controlar os dominados e como eliminar todas as possibilidades de uma revolução? Mas mesmo para a fracção que vence a guerra, como integrar todos os soldados que desconhecem outra ocupação, e que vivem antecipando a próxima batalha, a próxima injecção de adrenalina?

Como a maioria dos conjuntos de contos, existem alguns que são extraordinários e outros que são completamente esquecíveis. Este livro é bastante extenso e fica a sensação de que algumas histórias terão sido incluídas por trazerem uma perspectiva diferente e não por serem expectionais. Assim, apenas comentei isoladamente algumas. Aqui fica a compilação das histórias que escolhi referir isoladamente:

Graves – Joe Haldeman;

In the loop – Ken Liu;

Contractual Obligations – James L. Cambias;

The Radio – Susan Jane Bigelow;

Mission. Suit. Self – Jake Jerr;

War Dog – Michael Barretta;

Suits – James L. Sutter;

In Loco – Carlos Orsi;

Ghost Girl – Rich Larson;

Invencible – Jay Posey;

Outros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s