Contos Sobrenaturais – Carlos Fuentes

IMG_7918

Contos naturais (opinião mais detalhada) e Contos Sobrenaturais são os livros de contos de Carlos Fuentes que adquiri em conjunto. De aspecto gráfico pastante oposto, reflectem a temática das histórias que contem. Se em Contos naturais a maioria dos contos combina o quotidiano e o mundano, em Contos Sobrenaturais a temática é bastante mais obscura e até fantástica.

O livro começa com Chac Mool, uma história em torno da figura esculpida de um deus indio. Se o cristianismo terá sido tão bem aceite na realidade sul-americano decerto não há-de ter sido pela sua faceta pia e caridosa, mas sim pelos relatos dolorosos e sangrentos, tão semelhantes às cerimónios prestadas aos antigos deuses, caprichosos e malévolos. A aparentemente inocente figura revela-se um deus vivo que se vai apropriando do espaço físico e psicológico do dono da casa, até pouco restar.

Após esta fantástica abertura irónica, seguem.se outros contos que deambulam entre a realidade e a surrealidade, alguns mais evidentes que outros. De destacar O Robô Sacramentado onde a humanidade cria uma nova raça sapiente que Deus se apressa a testar, conferindo-lhes a última característica que os separa de entidades reais – um nome. Interessante na dissertação consequente que realiza em torno das máquinas inteligentes, coloca a divindade num papel burocrático e desenrola-se (novamente) num final irónico.

Mas nenhum outro conto volta a tocar na temática tecnológica. Várias são as histórias de fantasmas, de onde destacaria Aura. De desenrolar algo previsível (o autor vai deixando algumas pistas óbvias), centra-se num jovem que vê, numa oferta de trabalho uma possibilidade de futuro. O anúncio de jornal promete uma boa remuneração a alguém que, tendo capacidades de historiador, fale fluentemente francês. O objectivo? Re-escrever as histórias de um militar há muito defunto, mas ainda recordado pela viúva enferma.

Entre plantas que crescem entre as nádegas de um homem, ou fantasmas que permanecem em casas abandonadas, este conjunto de histórias está carregado de ironia, usando o surreal como ferramenta para desenvolver os intuitos do autor. Ainda que possua algumas histórias bastante simples, na sua maioria são mais interessantes do que as apresentadas em Contos Naturais, por não constituirem retratos mundanos, mas histórias sem limite, imaginativas e inteligentes.

3 pensamentos sobre “Contos Sobrenaturais – Carlos Fuentes

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Agosto (4) | Rascunhos

  2. Pingback: Últimas aquisições | Rascunhos

  3. Pingback: Promoções online | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s