Starve – Vol.2 – Brian Wood, Daniel Zezelj, Dave Steward

img_1652

O segundo volume de Starve fecha, de forma belíssima a história. No primeiro percebemos como o enfrentar tardio da verdade, conjugado com a fama rápida e fácil de quem é um génio naquilo que faz, quase destrói três vidas, a de Gavin, a da esposa e da filha. Auto-exilado quando se apercebeu ser gay, Gavin é aliciado a retornar vários anos depois à vida da ribalta. O que encontra é uma filha maravilhosa pela qual se vai esforçar a entrar na linha, mas também uma esposa magoada e rancorosa que irá fazer de tudo para os afastar e o castigar, tanto pelos anos de casamento frustrado como pelo afastamento repentino.

img_1716

Gavin tinha, antes de se afastar, um bem sucedido programa de televisão onde vários chefes cozinhavam, cumprindo caprichos de um júri mal formado, que usa a sua posição para tentar provar as mais diversas iguarias produzidas a partir de espécies praticamente extintas. Quando retornar o programa é gerido pela esposa, bem como os lucros originados. Encaixado, por força contratual no programa como concorrente, consegue ir vencendo as provas desenhadas pela esposa para o aniquilar.  Ainda assim, de forma surpreendente, Gavin consegue não só ir superando as provas, como envergonhar os elementos responsáveis pelo programa. Tal superação, com a ajuda da filha, leva a esposa ao esgotamento, quase à loucura, e consequentemente a empunhar, em público, uma faca para o matar.

img_1714

O segundo volume inicia-se com a esposa, presa. Ao invés de se aproveitar desta posição fragilizada, Gavin aproveita para pedir tréguas, afastar-se do programa televisivo e começar um novo negócio, um restaurante com boa comida fresca, a bom preço, numa zona degradada da cidade. Deixar a carreira televisiva não foi fácil. Não porque Gavin tivesse algum sentimento por esta vertente da sua profissão de chef, mas porque aproveitando os contratos existentes, os produtores televisivos continuarão a persegui-lo e a tomar fortes medidas de hostilização.

img_1712

Aproveitando o tema da comida Starve questiona a necessidade de espectáculo em detrimento da execução profissional, a prestação de provas com origem em caprichos de origem duvidosa e objectivo mais glamoroso do que necessariamente demonstrar dotes reais. A utilização de determinados ingredientes é um trabalho sujo e Gavin utiliza o manejo dos animais de forma bruta e crua para o demonstrar aos espectadores, conspurcando-os ao invés de se conspurcar a si próprio.

img_1706

O aspecto gráfico nem sempre é dos mais aliciantes, mas exprime bem, sempre que necessário, a repulsa ao modelo de negócio criado em torno da comida, que origina um grupo de ricos privilegiados, em detrimento das condições de saúde dos mais pobres que, não tendo dinheiro para consumir produtos frescos, acabam por consumir produtos congelados, sem sabor nem conteúdo vitamínico.

img_1708

Starve centra-se numa personagem interessante, uma personagem com várias questões pessoais para resolver, adiadas há demasiado tempo. Apesar do conhecimento tardio de si próprio, é uma personagem que se destaca do rebanho, com capacidade para pensar por si e que consegue ver os podres da sociedade de forma crua, capacidade que é, também, a origem do desencanto com o mundo, agora restaurado pela presença da filha.

Desconstruindo o glamour pela comida gourmet, para expor temáticas sociais, Starve é uma leitura muito interessante que se revela mais profunda do que esperava.

Um pensamento sobre “Starve – Vol.2 – Brian Wood, Daniel Zezelj, Dave Steward

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Janeiro de 2017 (5) | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s