Shenzhen – Guy Delisle

Pyongyang surpreendeu ao nos apresentar o quotidiano de um estrangeiro nesta cidade sob regime ditactorial em que se denota o esforço para aparentar prestígio aos estrangeiros, seja por publicidade a grandes construções, seja por garantir a existência de eventos culturais que, na prática, mais não são do que publicidade ao regime. Por sua vez, em Jerusalem realça-se o clima de tensão que leva a que o território esteja dividido pelas diversas fracções.

Neste caso, Shenzhen não possui nenhuma particularidade interessante do ponto de vista político, constituindo antes uma terra onde pouco se fala inglês e pouco ou nada consegue o autor socializar. Existem diferenças culturais e pouca interacção com o autor, ambos realçados pelo sentido de humor que refere pequenos detalhes para ajudar a criar ambiente.

Mais relevante por alguns planos do que propriamente pela viagem descrita, Shenzhen consegue ser uma leitura engraçada, sem chegar ao excelente. Shenzhen em Portugal foi publicado por Biblioteca da Alice.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s