Histórias de Livros Perdidos – Giorgio Van Straten

Dentro da categoria livros sobre livros, surgiu recentemente, no mercado português, pela Elsinore, este Histórias de Livros Perdidos. Nele, o autor reflecte sobre manuscritos que nunca chegaram a ver a impressão massiva, seja porque o manuscrito se perdeu ou porque o próprio autor o destruiu. Nalguns casos, perde-se o autor e, com ele, o manuscrito.

Aproveitando o manuscrito o autor apresenta alguns elementos sobre os escritores, falando sobre os seus hábitos e problemas, justificando a perda do manuscrito, e dando algumas possibilidades de recuperação. Existem manuscritos perdidos de todos os tipos: os que foram guardados em diversas paredes pelos autores, no seguimento de uma invasão; os que foram roubados; os que foram queimados propositadamente ou por engano.

De destacar a história de Bruno Schulz, o autor de Lojas de Canela, cuja morte fez desaparecer uma das suas grandes obras – sendo judeu numa altura complicada foi morto por um nazi. Mas não por ser judeu, simplesmente porque estava a cargo de um nazi rival e, como quem tira uma coisa, se mata um judeu.

Livro curto de capítulos, também, curtos, Histórias de Livros Perdidos sabe a pouco. O conjunto de pequenas histórias resulta num conjunto conciso e curioso, onde algumas são quase pessoais, por terem decorrido dentro do círculo de amizades do autor, e outras resultam de investigação sobre os autores e as suas possíveis obras perdidas.

Histórias de livros perdidos foi publicado em Portugal pela Elsinore.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.