WE3 – Grant Morrison e Frank Quitely

WE3 foi das obras de banda desenhada cuja leitura mais me satisfez nos últimos dias.  Não por ser uma obra introspectiva, mas por estar a precisar de uma leitura carregada de acção, rápida e divertida, mas onde o absurdo ganha forma e nos leva à famosa suspensão da realidade.

A premissa de WE3 é simples, mas carregada de prejuízo – animais foram transformados e adaptados para se tornarem armas perigosas, de grossas armaduras e portadores de grandes e poderosas armas. Estes animais estarão ao controlo do laboratório que os gerou mas quando um político decide terminar o programa (e exterminar os exemplares) alguém solta os animais.

Sucede-se, então, uma perseguição por longos territórios, uma perseguição carregada de máximo prejuízo onde se sucedem os episódios de chacinas perpetuadas pelos animais quando os tentam parar. Os animais procuram, na verdade, uma casa, alguém que cuide deles mas, naquele estado transfordo torna-se difícil encontrar um local onde possam ser aceites.

A descarga de adrenalina que se encontra em WE3 é fortalecida pelo forte desenho e quantidade de perspectivas, trabalhadas intensamente pelos autores. De realçar, também, o detalhe mecanizado dos animais, as estruturas robóticas às quais se ligam e que quase os transformam em monstros – mas quem será o monstro? O animal transformado e capaz de falar, ou os humanos que dele se servem para os seus fins bélicos?

Transformados à medida das necessidades dos humanos, os animais deixam de estar adaptados à natureza – não que deixem de ser capazes de caçar e de se alimentar, mas porque se destacam e diferenciam desta de forma gritante. As suas diferenças transformam-nos em monstros e nem os humanos que os criaram como ferramentas os querem depois de usados.

Movimentado e carregado de violência, mas também possibilitando alguns pensamentos sobre a forma como os humanos usam os animais, WE3 permite uma leitura sem grandes neurónios, mas geradora de grande satisfação para quem gosta de uma boa sucessão de episódios fortes.

WE3 foi publicado na colecção de 25 Anos da Vertigo lançada pela Levoir em parceria com o jornal Público.

Um pensamento sobre “WE3 – Grant Morrison e Frank Quitely

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.