Eis um dos que será, decerto, um dos lançamentos do ano na ficção especulativa portuguesa! Trata-se de uma antologia de história alternativa que pega em factos reais e os altera ligeiramente para criar uma realidade portuguesa em que a Monarquia do Norte se teria alongado para além de algumas semanas, aproveitando um dos produtos fundamentais na economia do Norte – o vinho!

A antologia reúne histórias dos autores de ficção especulativa portuguesa mais reconhecidos, como João Barreiros, João Ventura ou Carlos Silva, bem como uma história de Rhys Hughes! Já tive oportunidade de espreitar o produto final e para além de aconselhar vivamente pela qualidade das histórias, destaco o cuidado na edição, carregada de ilustrações! Deixo-vos a sinopse e a ligação para a editora, a Editorial Divergência:

Em 1919 foi fundada a Monarquia do Norte no meio das convulsões republicanas. Neste universo, ela não durou semana mas sim três anos extraordinários em que a junção de um passado british e a casta Touriga de uvas do Douro fundiu-se numa realidade Winepunk. Um mundo rebelde e com morte anunciada, com fleuma nortenha, linguagem desbragada e ferozmente anti-republicano.