Este pequeno livro, que adquiri via Convergência (plataforma onde podemos adquirir várias publicações independentes de banda desenhada e literatura) apresenta uma pequena história noir que consegue captar o espírito das histórias do género e envolver o leitor no seu enredo.

O detective, aqui, é uma tartaruga, calma e introspectiva, e carregando consigo todos os clichés do género noir, contando o caso enquanto se recorda de episódios passados! Não falta, claro, a femme fatale, a mulher perfeita que escapou ao detective e que volta agora arrebatadora como nunca, mas casada e procurando ajuda para encontrar a filha que julga raptada.

Mas o nosso detective tartaruga não é o único no encalço da jovem, concorrendo com um detective mais novo e impulsivo, um cão que tem mais sucesso por representar a novidade entre os detectives.

Apesar de ser uma história pequena (16 páginas) é uma leitura agradável e recomendável, em que se destaca a componente narrativa com as pitadas de humor apropriadas ao género noir. O desenho expressa bem o tom narrativo apesar de o achar demasiado crú.