Pedindo submissões (ficção especulativa)

Nascido como prémio literário da Editorial Divergência, passou a denominar-se Prémio António de Macedo com a morte do realizador e escritor. Este prémio visa escolher um texto inédito de autores que não tenham vencido edições anteriores do prémio. Todos os textos submetidos devem estar inseridos no género da ficção especulativa: Terror, Fantasia ou Ficção Científica. Podem ler mais sobre o prémio e o seu regulamento na página oficial.

Serralves Omnibus

Comandante Serralves – Despojos de Guerra foi a primeira obra a decorrer neste Universo colaborativo de Space Opera. A premissa de ficção científica possui detalhes bem portugueses, como uma nave chamada Maria e uma capacidade inata do desenrascanço. Este Universo já conta com duas antologias (onde participaram vários autores), bem como um RPG.

A editora pretende expandir novamente este Universo com um novo livro que reúna as histórias dos volumes anteriores, bem como novas narrativas (onde se pode incluir a banda desenhada). A entrega de trabalhos decorre até ao final deste mês. Podem obter mais informação sobre este mundo e a antologia, na página oficial da editora.

Winepunk – Ano Dois

A primeira antologia Winepunk marcou, sem dúvida, a ficção especulativa portuguesa, tanto pela premissa como pelos detalhes na edição como pelo desenvolvimento do Universo criado.

Em 1919 surgiu a Monarquia do Norte. Fruto das inúmeras mudanças de Governo, o Norte de Portugal tornou-se independente e tentou gerar um Reino Autónomo. Isto foi a realidade.

O aspecto ficcional que é a premissa base desta antologia, é que, ao invés de uma semana, a Monarquia do Norte passa a durar 3 longos anos, durante os quais surge um novo combustível – o vinho do Porto. Centrado-se nas vinhas, nas uvas e, claro, na bebida, vários autores tecem os mais fantasiosos contos. A antologia contou com belíssimas ilustrações e uma cronologia detalhada. As submissões para o segundo volume encontram-se abertas.

Submissão de Manuscritos Imaginauta

A Imaginauta anda sempre à procura de novos manuscritos para publicar! Desde que pertençam a um dos géneros da ficção especulativa, fantasia, ficção científica ou horror.

A Editora aceita contos, romances ou trilogias, ainda que explicite que tem preferência por histórias num só volume. Mais informação na página oficial.

Antologia HopePunk

Winepunk, Solarpunk, Steampunk, Cyberpunk. A Editorial Divergência abriu as submissões para uma antologia positiva, carregada de esperança. Hopepunk é, pois, uma narrativa guiada pela esperança, “um raio de luz, fruto dos tempos incertos em que vivemos”. Curiosamente, as submissões foram abertas antes do isolamento social.

Mais voltado para narrativas positivas? Podem encontrar mais detalhe na página oficial.

Colecção Barbante

A Imaginauta apostou, já há algum tempo, num formato diferente das antologias para alguns contos: os Barbante. O nome da colecção provém da prática portuguesa renascentista de imprimir e vender histórias populares penduradas em córdeis. A colecção conta com 14 contos e as submissões estão permanentemente abertas.

Antologia Dieselpunk

A Editorial Divergência continua a apostar nas antologias Punk, com a abertura de submissões para uma antologia Dieselpunk. O que caracteriza este movimento? Bem, um predomínio do diesel na sociedade retrofuturista dos anos 40 e 50, com especial foco na sobrevivência após duas guerras mundiais e uma bomba atómica.

Podem encontrar mais informação na página oficial da editora.

Contos da Quarentena

As candidaturas terminam este mês, mas ainda estão abertas. A livraria Lello lançou seis prémios de 1 000 euros com o intuito de distinguir 6 autores revelação. Os originais serão publicados. O regulamento encontra-se disponível, bem como o formulário de submissão.

Antologia Solarpunk

Ainda na onda Punk, mas de uma forma mais positiva, surge esta antologia SolarPunk que procura contos que explorem sociedades dominadas pelas energias renováveis, onde a tecnologia é usada a favor dos humanos e das suas necessidades ambientais. Podem consultar mais informação na página oficial da editora.

Revista BANG!

A Revista BANG! tem um longo historial no mercado português, sendo produzida, actualmente, por uma parceria entre a FNAC e a Saída de Emergência. A revista é lançada a nível nacional, com distribuição gratuita, o que lhe permite atingir públicos variados. A revista tem sempre as submissões abertas, quer para contos, ilustrações ou artigos.

Antologia Fantasia Urbana – Os Medos da Cidade

Sub-género da fantasia, a Fantasia Urbana decorre num cenário citadino e envolve seres sobrenaturais ou mágicos (anjos, demónios, vampiros, feiticeiros, bruxas ou lobisomens). As histórias costumam apresentar muita acção e movimento, podendo cruzar-se com o género policial ou mistério.

Esta antologia é, também, organizada pela Editorial Divergência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.