86 – Senciente – Jeff Lemire, Gabriel Walta – Jeff Lemire retorna ao género da ficção científica com uma Space Opera que apresenta traços de horror. Numa época distante, a Terra está em declínio e a humanidade é obrigada a mudar de planeta. Mas a distância ao Novo Mundo faz com que surja um movimento de resistência à governação da Terra. A história centra-se numa nave, em que uma sabotagem elimina todos os adultos. Restam as crianças, guiadas por uma IA. Empático e movimentado, joga com a vulnerabilidade das crianças e os terrores que a humanidade pode originar;

87 – Primordial – Jeff Lemire, Andrea Sorrentino, Dave Stewart – No ano de 1957, Laika foi ao espaço. Em 1959 foi a vez de dois macacos. Nesta história de Jeff Lemire, estes animais morreram, mas afinal não morreram – e um cientista, fascinado pelas viagens espaciais, irá ser envolvido numa conspiração que a um dos segredos do Universo;

88 – Sambre – Vol. 2 – Yslaire – O segundo volume desta série trágica e dramática prossegue, apresentando a história alguns anos depois do primeiro volume. Entre encontros e desencontros, a história centra-se numa história de amor que tem tudo para correr mal e se alongar traumatizando todos os envolvidos. Enquanto história cativa, tendo alguns elementos estranhos mas diferentes;

89 – Armazém Central – Vol. 8 e 9 – Loisel & Tripp – A série termina com este volume duplo de uma forma sublime! O resultado é uma das melhores séries de banda desenhada que já li, que consegue cativar e envolver apesar do enquadramento teoricamente banal e até deprimente (uma vila no interior gelado do Canadá). Enquanto outros autores geram histórias frias que destacam o gelo nos relacionamentos, Armazém central opõem-se a esta noção e apresenta uma série rica em humanidade.