No presépio… – José Pinto Carneiro / Álvaro

Se o presépio pudesse falar, diria muitas coisas. E muitas delas pouco religiosas ou dignas. Neste caso o presépio não só fala como diz asneiras e piadas num tom pouco próprio mas muito divertido. Não faltam, claro, as referências à suposta virgindade de Maria!

O presépio ganha vida como uma família moderna e disfuncional que vive sempre à espera do próximo subsídio. Corrijo. Da próxima visita dos reis magos. Mas estes nem sempre trazem as prendas esperadas – até porque a crise chega a todos; e nem sempre as visitas são dos reis magos, que deixar uma criança numa manjedoura é razão para uma visita da assistente social!

A família de cinco elementos (não podemos esquecer os dois animais que são, por vezes, mais civilizados que os dois humanos adultos) é, na prática, uma alusão à família moderna de parcas possibilidades, uma subversão do tradicional presépio que se revela num pico de loucura.

No presépio… foi publicado pela Insónia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.