The Secret History of Moscow – Ekaterina Sedia

Ekaterina Sedia, escritora russa, publica mais contos do que livros, para diversas revistas do género Fantástico ou FC, frequentemente na Analog. Alguns dos seus contos podem ser lidos online, mais especificamente na Clarkesworld Magazine (The Taste of Wheat) ou em The Endicott Studio Journal of Mythic Arts (A Short Encyclopedia of Lunar Seas). Um dos poucos livros que publicou, The Secret History of Moscow foi referido diversas vezes entre os melhores livros de 2008. 

The Secret History of Moscow revela uma nova Moscovo, que recorda, como indicam as anotações na capa por Neil Gaiman, Neverwhere.  Tal como em Neverwhere, The Secret History of Moscow descreve-nos uma outra cidade, subterrânea, sob aquela que se conhece e se percorre todos os dias. Abrem-se estranhas e diversas portas, para as quais todos olham, mas só por alguns são vistas.

A história roda em torno de um estranho acontecimento – a transformação de uma série de pessoas em pássaros. Galina houve o choro de um bebé vindo da casa de banho, para onde entrou a irmã grávida; mas lá dentro só se encontra o bebé, no chão. A irmã, essa, desapareceu pela janela, voando. A mãe de ambas desespera com o desaparecimento da filha saudável e o acréscimo de responsabilidades entre mãos.

Impotente, Galina vai trabalhar, mas acaba por sair mais cedo do emprego e por deambular pela cidade, onde encontra quadros cujos céus estão pejados de pássaros negros, o mesmo céu que vê, mas ninguém parece reparar. O pintor é Fyodor, um jovem  que veio à cidade para entrar na faculdade, mas não conseguiu e acabou por ficar em Moscovo, sem-abrigo e bêbado.

Simultaneamente, Yakov, um polícia, assiste à transformação de uma pessoa num pássaro, julgando tratar-se de uma alucinação. Na esquadra descobre que vários desaparecimentos foram reportados e é incumbido de os averiguar. Desloca-se a diversas casas, entre as quais a de Galina, e esta passa-lhe um papel em como poderá ter pistas para o estranho acontecimento.

Com Fyodor, Galina e Yakov procuram indícios que revelem como desapareceram as pessoas. Através de Galina conseguem aceder à Moscovo subterrânea. Nela Yakov encontra o avô, desaparecido há muito, com uma aparência estranhamente jovem. Entre magia, deuses menores e animais com poderes estranhos, os três procuram os desaparecidos, e tentam encontrar forma de os fazer retornar à forma inicial.

The History of Moscow possui um tom de fábula intemporal, que mistura a cidade actual com o mítico, sobrepondo as várias histórias de Moscovo – figuras históricas lendárias, ícones e deuses esquecidos entre soldados revolucionários e napoleónicos, raparigas afogadas e esposas de generais caídos em combate.

The History of Moscow é uma boa história, directa e sem grandes ramificações, mas cujo final, tal como The Taste of Wheat,  me deixou apreensiva: um final que me pareceu pouco suportado pela história e, desnecessariamente, demasiado trágico. Ainda assim, é um óptimo livro de Fantasia, ainda que não o considere entre os melhores.

5 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.