Brave New Worlds – Vários autores

brave new worlds

Passando por vários contos distópicos clássicos como The Lottery de Shirley Jackson  ou The Ones Who Walk Away from Omelas de Ursula K. le Guin, esta enorme antologia contem 33 histórias de universos alternativos ou universos futuros, com autores tão distintos quanto Paolo Bacigalupi ou Geoff Ryman.

De entre os vários contos alguns são, claro, banais ou esquecíveis, escolhidos provavelmente mais pelo caminho distópico distinto do que propriamente pela história isolada. Ainda assim, possui alguns dos melhores contos que li recentemente:

Pop Squad – Paolo Bacigalupi – esta história brutal em vários sentidos relembrou-me o quanto gostei do que li anteriormente do autor. Tanto que peguei de seguida na antologia Pump Six and Other Stories, e mais recentemente em The Drowned Cities;

Red Card – S.L. Gilbow – conto carregado de ironia em que os portadores de um cartão vermelho podem eliminar, sem qualquer necessidade de explicação, qualquer pessoa – o melhor é não tentar o destino irritando alguém no trânsito;

Evidence of Love in a case of abandonment – M. Rickert – e se, numa sociedade ocidental, as mulheres fossem reduzidas ao papel doméstico e reprodutor, sem necessidade de opinião própria ou pensamentos muito complicados?

O Happy Day – Geoff Ryman – seguindo-se a um acidente que levou ao aumento da testosterona masculina, a violência aumentou exponencialmente. A solução? Exterminar os homens.

– Auspicious Eggs – James Morrow – quando a máxima da sociedade é “Ide e multiplicai-vos” o valor de qualquer ser humano é reduzido à sua capacidade reprodutiva.

Peter Skiling – Alex Irvine – a ironia de ser ressuscitado para ser responsabilizado por acções que, aquando da vida, não eram crimes;

The Things that make me weak and strange get enginneered away – Cory Doctorow – história de uma cidade exaustivamente vigiada, em que existe um núcleo de pessoas quase inocentes, de tão protegidas, responsáveis por analisar anomalias no fluxo de dados. A história começa quando uma dessas pessoas tem de enfrentar a sociedade fora do núcleo protegido, para descobrir a origem de uma anomalia;

 

Outros menos ilustres

Dead space for the unexpected – Geoff Ryman

The Pearl Diver – Caitlín R. Kiernan

Amaryllis – Carrie Vaughn

Pervert Charles Coleman

Homogenous – Neil Gaiman e Bryan Talbot

The Funeral – Kate Wilhelm

Ten With a Flag – Joseph Paul Haines

 

2 pensamentos sobre “Brave New Worlds – Vários autores

  1. Pingback: Nightmare Magazine – Novembro de 2015 | Rascunhos

  2. Pingback: The Mad Scientist’s Guide to World Domination | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s