The Dark – Volume 1 – Vários autores

The-Dark-Issue-1-small

Este é o primeiro volume da mais recente revista co-editada por Sean Wallace, o editor da Prime Books e de outras revistas como Clackesworld ou Fantasy Magazine. Tendo subscrito à assinatura gratuita de quatro volumes, o editor oferece ainda a oportunidade de receber os volumes anteriores, oportunidade que aproveitei para receber um dos volumes que mais me interessava – este.

Pequena revista contado apenas com quatro histórias, inicia com a Nnedi Okorafor, a autora de Who Fears Death, The Carpet. Disponível também gratuitamente no site da revista (para quem não se importa de ler neste formato), retrata duas jovens americanas que viajaram para a Nigéria com o intuito de visitar alguns familiares. No mercado encontram um comerciante diferente que lhes vende, por bom preço, uma bonita carpete, com a qual pensam decorar a casa do pai, há muito fechada.

Qual não é o espanto das raparigas quando constatam que a casa do pai está vazia, tendo os móveis sido roubados por vizinhos. Ainda assim resolveram pernoitar na casa, com alguns colchões fornecidos por uma familiar. De noite ouvem-se os ruídos típicos de zonas rurais – mas não só. Assustadas, resolvem perceber quem entrou na casa mas nada de estranho encontram. De ambiente exótico, a história tem um desenvolvimento peculiar que a distingue, transformando um episódio banal num conto fantástico com pitadas de horror.

Segue-se What Lies at the Edge of a Petal Is Love de Rachel Swirsky, onde, após dois meses de namoro, dois jovens se casam e resolvem morar no campo, local que será mais aconselhável para a esposa doente. Entre perfumes, cremes e loções de baunilha, a rapariga transforma-se finalmente numa grande flor com o mesmo forte cheiro, e origina uma vasta descendência vegetalóide. O marido, perplexo, acaba por abraçar a sua sorte e cuidar de tão feliz prole. Um conto diferente pela sua estranheza, em que a felicidade dos recém-casados se mistura com a melancolia da transformação, e a surrealidade do episódio provoca uma névoa na história. Ficou-me a sensação de desconforto, não pelo cenário que tem, até, alguma beleza, mas pela forma conformada como é encarada a situação.

By My Voice I Shall Be Known, de Angela Slatter é a minha história preferida do conjunto. Iniciando-se como uma história de amor entre dois jovens pobres, transforma-se numa história de traição e vingança. A rapariga, costureira, continua a fazer o enxoval, enquanto vê o grande dia sucessivamente adiado. O noivo, com as poupanças de ambos, empreende vários negócios, subindo rapidamente na hierarquia social, mantem as curtas visitas. Desculpa atrás de desculpa, algum dia teria de cair a máscara. A rapariga vê-o em companhia de uma jovem, bem aparentada e rica. No mesmo dia, em direcção a casa do noivo, é agredida, cortam-lhe a língua, e é deixada como morta no rio. Contra todas as expectativas, sobrevive, com a ajuda da bruxa curandeira da cidade. Percebendo que se tinha tornado num empecilho na vida do noivo ambicioso, tece agora uma dura vingança.

 

Um pensamento sobre “The Dark – Volume 1 – Vários autores

  1. Pingback: The Dark – Volume 2 – Vários autores | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s