The end is nigh – Vários autores (parte 3)

the end is nigh

(parte 1 | parte 2)

Sim, ainda não terminei de falar desta extensa antologia de histórias pré-apocalípticas. Enjoy the moment de Jack McDevitt não traz nada de novo ao género, centrando-se numa astrofísica que, pondo um pouco de parte a investigação sobre a Matéria Negra, descobre corpos celestes em direcção à Terra.

Em Pretty Soon the Four Hoursemen are going to come Ridding Through de Nancy Kress quem muda não é o planeta terra, mas as crianças mais novas que apresentam uma estranha apatia perante agressões de criança mais velhas. Uma história com algo de arrepiante para a qual gostaria de ver continuação.

Em Spores de Seanan MgGuire uma estranha espécie invasora de fungo é libertada por erro fora do laboratório onde foi criada. Megan, a pessoa que a encontra em casa, tem uma patologia que a leva a desinfectar todas as superfícies recorrentemente, mas nem assim impede que o fungo se espalhe, contagiando a companheira.

She’s got a ticket to ride de Jonathan Maberry segue um homem com o papel de recuperar crianças perdidas para seitas religiosas. Mas o que encontra desta vez não é a típica massa acefálica e histérica.

Seguindo a via das doenças temos Agent Unknown de David Wellington onde um patogénio desconhecido transforma os humanos numa espécie de zombies mordedores. O que se descobre é que este patogénio estaria dormente, e já terá infectado uma grande parte da população sem que se tenha tido conhecimento.

Enlightenment de Matthew Mather é quase uma história de horror mostrando-nos um grupo de intelectuais que partilham literalmente a sua carne. Já Shooting the Apocalypse de Paolo Bacigalupi é uma boa história mas uma das mais fracas que já li do autor. Apesar da excelente caracterização de personagens, apresenta um mundo de recursos escassos e fronteiras fechadas, onde uma jornalista convence o guia local a mostrar-lhe uma história bombástica.

Love perverts de Sarah Langan apresenta-nos o antes do Apocalipse em que os lugares para subterrâneos protegidos foram sorteados entre a população. Os que ficaram de fora tentam levar um quotidiano relativamente normal, mas com a aproximação do acontecimento fatídico a instabilidade instaura-se, principalmente entre as crianças cujo bilhete foi vendido pelos próprios pais a troco de algum bem material.

Esta extensa compilação de histórias pré-apocalípticas contem histórias com todas as premissas, desde doenças avassaladoras a impacto com corpos celestes, passando por alienígenas invasores. Neste conjunto salientaria as histórias de Robin Wasserman (The Balm and the Wound), Desirina Boskovich (Heaven is a place on planet X), Tananarive Due (Removal Order), Wll McIntosh (Dancing with death in the land of nod) e de Seanan MgGuire (Spores).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s