To your scattered bodies go – Philip José Farmer

IMG_7954

Um homem acorda, nú, jovem e saudável entre outros seres humanos adormecidos na mesma condição física,  quando, momentos antes, estava velho, numa cama, à beira da morte. Dos que o rodeiam, é o único consciente, visualizando alguns corpos ainda em estado inacabado. O que se sucede é o início de um estranho estado – todos são depositados num local desconhecido, bastante diferente das paisagens terrestres que conhece.

Quando todos acordam percebe-se que não provém todos da mesma época, civilização ou credo existindo, até um alienígena entre eles. A combinação de local paradisíaco (sem chamas infernais) e a ausência de roupa confundem os religiosos puritanos que associavam a nudez ao inferno, não conseguindo perceber se encontraram, por fim, a existência pós-vida.

to your scattered_5

Sir Richard Francis Burton, a personagem principal inspirada num controverso escritor do século XIX, é um homem inteligente e prático que rapidamente antevê as primeiras reacções humanas – esperando o pior de todos, consegue garantir a sua sobrevivência e daqueles que o seguem, estabelecendo um pequeno acampamento.

Esta nossa personagem não acredita prontamente no conceito de paraíso, estranhando tanto a forma como foram colocadas neste local, como o aparecimento regular de mantimentos, drogas e algumas roupas. Curioso, decide-se a partir com o seu grupo em exploração, ao longo do grande rio que parece atravessar todo o planeta. Pelo caminho encontram algumas sociedades mais organizadas, assentes sobretudo na violência e na escravidão, que irão capturá-los e separá-los.

to your scattered_6

Personagem curiosa, de mente flexível e explorador por natureza, inteligente mas conhecido pelo seu anti-semitismo, Burton inicia uma longa missão com o objectivo de compreender a confusão pouco paradisíaca que o rodeia, e o intuito dos constructores do Riverworld.

to your scattered_7

Questionando as várias crenças humanas numa existência pós-vida e misturando tecnologia bastante avançada com alienígenas, a história explora também as possíveis interacções entre culturas distantes que, neste contexto, têm oportunidade de trocar impressões, ideias e costumes.

Este contexto permite, não só interacções curiosas entre as diferentes culturas mas, também, interacções entre pessoas de diferentes locais e épocas. Neste primeiro volume destaca-se Burton, bem como Alice Hargreaves e Hermann Goring, sendo que estas duas personagens demonstram ter pouca flexibilidade e evolução mental, características que poderão estar relacionadas com as capacidades únicas de Burton que o tornam uma entidade especial neste mundo.

mundo sem morte

Apesar da história se encontrar carregada de violência (há que perceber que estas circunstâncias geram medo, pânico e consequentemente violência num contexto onde não existe ainda uma estrutura social) não deixa de parte o lado inventivo da espécie humana, capaz de recorrer aos mais diversos elementos para construir o que necessita para sobreviver.

Série vencedora do prémio Hugo e nomeada para o prémio Locus, destaca-se pela crítica religiosa, pela originalidade e pela forma como explora o mundo que criou, apesar de se centrar (neste primeiro volume) numa só personagem. Em Portugal To Your Scattered Bodies Go foi publicado na colecção Argonauta como Mundo sem Morte.

Um pensamento sobre “To your scattered bodies go – Philip José Farmer

  1. Pingback: Retrospectiva 2016 – O Rascunhos | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s