Hawk – André Oliveira, Osvaldo Medina e Inês Falcão Ferreira

img_1598

A diferente experiência de vida ao longo de distintas gerações pode ser um factor fracturante numa família, sobretudo quando falta diálogo e falha a compreensão. Neste caso, o pai de Vicente, sobreviveu à guerra do Ultramar e enrijeceu com os danos psicológicos. Perante esta experiência de vida não consegue compreender a doença do filho, não percebendo que nem todas as doenças se expressam por sintomas como dores.

img_1604

As fobias e medos de Vicente são encaradas, pelo pai como problemas que parecem inventados, coisa de quem tem pouco para fazer e para se entreter. Mas a agorafobia de Vicente não é fácil de enfrentar, e faltando o apoio necessário (quer de um psicólogo, quer da família) isola-se cada vez mais em casa, afasta-se dos amigos, da namorada e, até, da mãe. A morte da avó e a falha em reagir como esperado agravam o problema.

img_1606

Vivendo sozinho em casa da avó, Vicente é obrigado a descentrar-se de si próprio quando um falcão ferido lhe entra em casa. Perto do fim-de-semana e sem nenhuma instituição que o possa ajudar com a ave, Vivente afeiçoa-se e adapta-se, preocupa-se e cuida do animal silencioso.

img_1609

Ao tocar num tema sensível, socialmente controverso pelo desconhecimento comum que existe, e pela associação das doenças psicológicas a manias incompreensíveis, Hawk revela-se uma história envolvente e sentida, um relato que se instala lentamente no leitor.

Hawk foi publicado pela Kingpin Books.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s