161 – A Dança das Andorinhas – Zeina Abirached – Numa cidade dividida por um muro e por uma guerra, sair à rua para visitar um vizinho é uma pequena aventura mortal. Os sobreviventes que resistem na cidade agrupam-se em pequenos serões quase familiares enquanto os bombardeamentos e as más notícias continuam a chegar;

162 – Lágrimas na chuva – Rosa Montero – Livro de ficção científica que me passou despercebido aquando do lançamento, revelou uma extraordinária história futurista com humanos replicados de curta duração, alienígenas (alguns refugiados, outros nem tanto) e colónias fora da terra com legislação própria. Um cenário excelente para explorar preconceitos, racismo e manobras de manipulação de opinião pública;

163 – Clockwerx – Vários Graficamente excelente, possui algumas lacunas narrativas. A história é algo linear, mas o volume compensa pelos magníficos robots de aspecto retro no ambiente soturno de uma Londres há muito extinta;

164 – Cage – Azzarello, Corben e Villarrubia – A dureza das ruas nada é para o nosso herói ainda mais duro. Resistente às balas é mais susceptível aos murros e mostra numa história curta como se podem fazer más escolhas nos bairros mais pobres.