169 – Crossroads – João Ramalho Santos, João Miguel Lameiras e José Carlos Fernandes – uma sucessão de histórias envolvendo carros, reunidas das mais diversas formas, seja a transcrição de emissões de rádio, sejam notícias de jornais;

170 – Magia de Papel – Charlie N. Holmberg – Uma ideia engraçada mas mal aproveitada numa personagem principal fraca e pouco credível. A narrativa, demasiado linear centra-se em menos de meia dúzia de personagens fazendo com que a história pareça não ter suporte;

171 – The Marvellous (but Authentic) Adventures of Captain Corcoran – Alfred Assollant – um volume de aventuras coloniais que contrasta franceses contra ingleses, conferindo aos ingleses todas as características negativas (corrupção e cobardia) e aos franceses todas as positivas. Pelo meio temos os indígenas, corajosos mas simples que são envolvidos por esta sede de conquista. Simples na forma como apresenta as personagens, consegue ter algumas tiradas preconceituosas que, mesmo sendo fruto da época em que foi escrito, tornam a leitura menos agradável;

172 – O Árabe do futuro – Vol.1 – Riad Sattouf -De mãe francesa e pai árabe, Riad conta, pela sua própria perspectiva, os anos de criança que passou entre o ocidente e o oriente. A perspectiva de criança pode ser simples mas os episódios que captou não o são, deixando antever diferenças culturais e constrangimentos familiares.