Resumo de leituras – Novembro de 2017 (6)

 

231 – Papa-capim – Noite Branca – Esta colecção tem apresentado histórias de personagens conhecidas em contextos bastante diferentes do que lhes é usual. Desta vez a personagem escolhida é Papa-capim na sua juventude, um guerreiro em potencial que ainda não reconhecido como tal e que, por esse, motivo, não é levado a sério quando começa a ter fortes premonições de uma desgraça;

232 – O elixir da eterna juventude – Fernando Dordio e Osvaldo Medina – A história apresenta, como personagem principal, Sérgio Godinho! Mas um Sérgio Godinho que é envolvido, contra sua vontade, em teorias esotéricas de vida eterna que estarão associadas a algumas das suas letras. É uma aventura mirabolante e divertida, com elementos interessantes;

233 – O que se vê da última fila – Neil Gaiman – Livro não ficcional, compila vários textos do autor sobre leitura, banda desenhada, livros ou prémios que recebeu. Não faltam alusões à importância do acesso gratuito à leitura ou aos livros, nem alusões políticas às suas convicções, ainda que estas não estejam expressas de forma muito explícita. Um livro a não perder para quem aprecia a obra de Neil Gaiman;

234 – A desobediência civil – Henry David Thoreau – Eis uma leitura subversiva de uma época muito diferente mas que se aplica totalmente aos dias de hoje. Thoreau incita à revolta perante o estado. Não uma revolta violenta ou irracional, mas pequenos actos de rebeldia para expressar divergência de opinião – numa época em que a escravatura é legal, questiona-se a rectidão das leis, ou a justiça de condenar à forca um defensor dos escravos fugidos;

235 – Living Will 6 – André Oliveira e Pedro Serpa – Único defeito? ser pequeno. Este sexto número contém mais umas páginas de Living Will, uma história tocante e única que André Oliveira tem publicado em parceria com outros autores na componente gráfica. Será um projecto que ele próprio publica e que espero que veja o final  brevemente (bem como uma edição em volume único, que vale bem a pena);

236 – A máquina de prever o futuro de José Frotz – José Carlos Fernandes – Uma pequena história bem ao estilo de José Carlos Fernandes onde a profecia se concretiza. Será que se concretiza porque o futuro é mesmo adivinhado ou será esta máquina a origem das desgraças que antecipa?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.