KM / H – Mark Millar e Duncan Fegredo

O mundo é alarmado por um ser humano capaz de ultrapassar a velocidade de automóveis e aviões, mas a sua passagem causa severos danos. Este homem sem identidade é capturado e hospitalizado, estudado sem grandes consequências para a ciência. Finalmente, é esquecido. Até 30 anos depois surgir um grupo de jovens com o mesmo poder.

Roscoe tem grandes planos para sair da vida medíocre dos bairros pobres – para tal estalece objectivos pessoais que pretende estender à namorada e aos amigos. Mas uma das suas últimas entregas de droga corre mal e acaba na prisão. Mesmo assim não perde a esperança – até perceber que um grande amigo o denunciou, aumentando a sua sentença, com o único objectivo de se entender com a sua namorada.

Com esta reviravolta inesperada perde as estribeiras e prova, pela primeira vez, uma das drogas disponíeis na prisão. Mas o lote que lhe apresentam está contaminado e colapsa. Esta reacção é a primeira fase de uma transformação – este comprimidos conferem a capacidade de andar rapidamente, fazendo com que o tempo quase que pare em torno de quem os toma.

Roscoe escapa, assim, da prisão, levando consigo um frasco destes comprimidos. De retorno, vinga-se e estabelece, com a namorada, um pequeno gangue que rouba apenas dos ricos e distribui algum pelos pobres, ganhando popularidade entre a população, mas tornando-se um dos principais alvos da polícia.

Bastante movimentado (ou não andassem todos a grandes velocidades) KM/h consegue apresentar uma história estanque de final aprazível, onde se destacam as péssimas oportunidades de alguns que encontram, no crime, a única solução para sobreviverem. Como é habitual nalguns livros de Mark Millar a história termina de forma composta, com prejuízo para algumas personagens mas sem quebrar a ideia de uma felicidade final, para as quais arranja uma solução. O resultado é uma leitura agradável, carregada de acção que não se perde em questionamentos.

KM/H foi publicado em Portugal pela G Floy.

Um pensamento sobre “KM / H – Mark Millar e Duncan Fegredo

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Agosto de 2018 (7) | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.