Undertaker – Vol. 1 – Ralph Meyer, Caroline Delabie e Xavier Dorison

Ainda que Undertaker se possa enquadrar no estilo Western, a verdade é que ao centrar-se numa profissão pouco referida, ganha uma perspectiva e uma dinâmica única. Não esperem um herói ao estilo de pistoleiro justiceiro, nem selvagens perseguições a bandidos – Undertaker tem como personagem principal um cangalheiro!

A história

Undertaker começa por nos mostrar um cangalheiro de humor negro (e peculiar) que, apesar da sua profissão tem um coração de manteiga: tendo alguém pedido para matar abutres, acaba com um na sua carroça como animal de estimação. Mau a negociar, mas reactivo quando ameaçado, Jonas Crow não é a visão mais desejada pela maioria dos habitantes de qualquer cidade, apesar de necessário.

O seu quotidiano, entre enterros e viagens até à próxima povoação, é abalado quando é chamado para preparar o enterro de um homem que ainda está vivo. Este homem, dono das minas de ouro da localidade, é uma personagem poderosa, mas temida, que prepara a sua morte de uma forma complexa e estranha.

A narrativa

Jonas Crow é uma personagem de humor negro. Habituado a lidar com a morte, não demonstra ter amizades, apenas conhecidos, e acaba acompanhado por um abutre que se preocupa em alimentar. Ainda assim, não apresenta a frieza que costuma acompanhar a imagem cliché dos cangalheiros.

Após os episódios iniciais, que nos introduzem a personagem e o seu humor, a história prossegue, apresentando uma missão aparentemente simples mas carregada de contratempos. Esta abordagem permite conferir propósito às personagens, e prosseguir com várias episódios movimentados, onde decorrem confrontos, mortes e revoltas. A par com os episódios com mais acção, os pequenos twists permitem manter o interesse na progressão da história.

Conclusão

Esta não é um volume auto contido, ou seja, termina em suspense, com uma grande revelação final que tem por objectivo criar interesse no próximo volume. A parte da história que aqui se apresenta é interessante, quer pela personagem peculiar, quer pela forma como os episódios se sucedem. Undertaker apresenta uma abordagem diferente aos Western e será, sem dúvida, uma série que pretendo prosseguir.

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.