Wastelands – Stories of the Apocalypse (parte 1)

wastelands

Nesta grande colectânea reunem-se histórias apocalípticas que exploram o tema de diversas forma, desde o fim ou desaparecimento da humanidade, ao desaparecimento da civilização, passando pela destruição do planeta. Algumas histórias centram-se no próprio apocalipse, enquanto outras nos seres humanos que sobrevivem ao evento. Contando com grandes nomes, possui boas histórias inesperadas de autores pouco conhecidos, mas também histórias banais de autores muito falados. Abre com boas, mas pouco surpreendentes histórias – felizmente existe excelentes surpresas para além desta abertura.

A colectânea abre com The End of The Whole Mess de Stephen King. Apesar de muito bem escrita, não foi uma das favoritas do conjunto. A história é contada por homem que sabe ter pouco tempo para a escrever, mas sem dizer porquê. Devagar, enquanto intercala o passado com o presente, vai revelando pedaços do puzzle e acaba por fechar todas as pontas. Apesar de ser bastante inteligente não se compara ao irmão, que terá tido como plano acabar com a guerra no mundo. Sendo uma história bem conseguida, não me conseguiu surpreender e achei a premissa demasiado simples.

Submerged01

Imagem retirada de Submerged (para aceder, clicar)

 

Segue-se Salvage, de Orson Scott Card, uma história que fará parte de um conjunto de histórias pós-apocalípticas do autor, denominado de Mormon Sea. Esta terá sido uma das primeiras histórias onde o autor expõe a sua própria religião, e centra-se em Mormons sobreviventes ao declínio da civilização. A tecnologia escasseia e as máquinas começam a falhar. O nível das águas subiu o suficiente para que edifícios importantes fiquem tapados, mas alguns ainda acessiveis. Deaver, um rapaz que era pequeno demais para se lembrar como eram os velhos tempos, não compreende a nostalgia daqueles que se recordam. Ouvindo falar de um tesouro num dos edifícios submerso, convence dois amigos a levarem-no ao local, mas o que espera não são riquezas terrenas.

O terceiro conto era já meu conhecido: The People of Sand and Slag de Paolo Bacigalupi, uma história excelente que foi finalista para os prémios Hugo e Nebula. Por sua vez, Bread and Bombs é a história de dois povos sobreviventes de uma guerra, centrando-se na interacção entre as crianças que, não compreendendo o estigma social dos refugiados instigado pelos adultos, evitam a interacção com os novos vizinhos. Esta história terá surgido após uma notícia de que pacotes de comida estariam a ser entregues no Afeganistão com as mesmas cores que as bombas, acabando estas últimas por rebentar nas mãos de crianças esfomeadas. Centrando-se nos sobreviventes de uma guerra e nos relacionamentos subsequentes dos dois povos, é uma abordagem engraçada sem se tornar excepcional.

 

7 pensamentos sobre “Wastelands – Stories of the Apocalypse (parte 1)

  1. Pingback: Wastelands: Stories of the Apocalypse (Parte 2) | Rascunhos

  2. Os contos do Martin e do Cory Doctorow são excelentes. O do Stephen King é muito bem escrito mas não me surpreendeu por aí além. Mas é uma boa antologia – enorme – que explora quase todos os cenários apocalípticos possíveis sem nunca chegar aos zombies ou coisas que tais (não que me importe com uma boa história de zombies).

  3. Pingback: Wastelands: Stories of the Apocalypse (Parte 3) | Rascunhos

  4. Pingback: Wastelands: Stories of the Apocalypse (Parte 4) | Rascunhos

  5. Pingback: Nightmare Magazine – Novembro de 2015 | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s