Resumo de Leituras – Janeiro de 2016

IMG_0533

1 – Fósseis das Almas Belas – Mário Freitas e Sérgio Marques – Efectivamente tenho um problema com a maioria dos álbuns portugueses de banda desenhada por tentarem puxar pelo lado filosófico. Ainda que tenha pontos interessantes (que irei dissecar mais tarde em entrada própria no blogue), possui alguns episódios disconexos apesar da tentativa de os fazerem sucessivos e a ideia não é suficiente para aguentar uma história.

2- História Universal da Pulhice Humana – Vilhena – Excelente. Utilizando a história da humanidade, explora e cria episódios de traições e sacanices, com elevada ironia. As figuras que o acompanham são pérolas, demonstrativas do humor do texto. Mais detalhe na entrada já criada para o livro.

3 – The Strange Library – Haruki Murakami –  Uma novela de horror juvenil que aproveita o aspecto gráfico para conferir ao texto maior impacto e envolvência. Sombria, esta pequena novela consegue ter algumas reviravoltas desagradáveis em que, sem acontecer nada de explicitamente horroroso, faz perceber que alguma coisa espreita para sempre nas trevas, conferindo inquietude ao final que é muito menos pacífico do que pode parecer. Mais detalhe na entrada própria, já criada, para o livro.

4 – Europa 2049 – Joel Puga – Precisando de alguns retoques de edição, é um conto que poderia aparecer nas revistas de ficção científica se limasse as inconsistências da personagem principal e não apressasse o final que me deixou a sensação de ser uma saída airosa para terminar rapidamente a história. Prevejo dissecar melhor esta percepção da história nos próximos dias. Não se entenda que seja mau – é arrojado e como tal precisa de mais uns toques para ser um bom conto.

4 pensamentos sobre “Resumo de Leituras – Janeiro de 2016

  1. Acompanho o blog à pouco tempo e estou a gostar bastante do conteúdo que produzes, parabéns!
    Queria te “aconselhar” umas BD´s que acho de grande qualidade, pode ser que influencie as próximas compras.
    Primeiro duas BD`s brasileiras de grande qualidade que foram editadas cá em Portugal, duas do mesmo autor (Marcelo Quintanilha) Tungsténio e Talco de vidro este último é excelente, um thriller psicológio muito bem feito. Uma que provavelmente já leste, se não leste é “obrigatória” é o Maus de Art Spiegelman mas é um tema pesado.
    Depois tens já na segunda feira um bom volume da coleção Salvat do demolidor: “Diabo de Guarda”

  2. Obrigada 🙂
    Já tive com o Tungsténio na mão, talvez lhe dê uma oportunidade nas próximas compras. Obrigada pelas sugestões – são sempre bem vindas. O Maus está cá à espera de ser lido – tem sido adiado exactamente porque nem sempre estou com disposição para leituras pesadas !

  3. Pingback: Resumo de Leituras – Janeiro de 2016 (2) | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s