História Universal da Pulhice Humana – José Vilhena

IMG_0515

Publicado em Novembro, História Universal da Pulhice Humana é um dos primeiros projectos da E-Primatur, uma editora com um método de publicação peculiar, em que se publicam apenas os livros que consigam patrocínio de um número mínimo de clientes. Não, o método de publicação não é novo, mas é dos primeiros projectos deste género a conseguir alguma respeitabilidade em Portugal, tendo conseguido captar alguns lugares nas listas de melhores publicações de vários jornais.

Este volume reúne os três livros da Universal da Pulhice Humana: Pré-História, Egipto, Os Judeus. Satírico e irónico, possui diversas críticas às espertezas humanas, algumas subtis referentes ao estado português, enfatizando esquemas e traições.

historia 1historia 2

 

 

 

 

 

 

historia 3

O primeiro volume começa por descrever o aparecimento da humanidade, dando espaço a duas diferentes teorias (Fixismo e Evolucionismo) e fornecendo uma terceira:

A oportunidade das nossas conclusões não pode fornecer dúvidas (senão de pessoas mal intencionadas) pois sempre baseámos o nosso estudo em dados cientificamente irrefutáveis e actuais, como sejam os programas culturais da RTP, os diálogos colhidos no Mercado da Ribeira, as profecias do Bandarra e as importantes declarações que, de quando em quando fazem à imprensa alguns dos nossos mais cintilantes espíritos.

Caricato, sob uma máscara de seriedade jocosa, o texto possui pequenos apanhados satíricos que dão, a cada frase, uma reviravolta inteligente. Retratando o homem como uma figura viciosa e a mulher como uma interesseira traiçoeira,  a esperança na humanidade, se a havia, irá desaparecer ao longo destas páginas.

IMG_0131

Na secção dedicada ao Fixismo acompanhamos o aparecimento de Adão e Eva, dos seus descendentes e o abandono do Éden, seguindo-se uma pequena excursão pelo Velho Testamento:

Cognominada por Heródoto de Dilúvio Universal, a grande inundação (maior mesmo que as do Cais do Sodré) durou 40 dias e 40 noites o que constituiu um considerável aumento de lucros para os srs. Abel Pereira da Fonseca, Camilo Alves, etc. Só à custa da requintada imaginação dos redactores do Velho Testamento foi possível conservar a seco, dentro duma arca, um grande número de pessoas e animais propriamente ditos.

A secção do Evolucionismo é dedicada, claro, à teoria de Darwin:

Conquanto seja uma teoria relativamente recente, o Evolucionismo está já perdendo actualidade, pois não consegue explicar como é que o ser humano atingiu tão elevado grau de abandalhamento nem outros fenómenos próprios do nosso tempo.

A terceira teoria aproveita conceitos de ambos para explicar o Homem:

A nossa civilização (…) começou com Adão e Eva a quem um agudo ataque de Sífilis fez cair todo o pelo. Colocados nesta crítica situação (por secretos desígnios da natureza) viram voltar-se contra eles a ira dos macacos, gorilas e chimpanzés que à volta do assunto teceram as mais insidiosas intrigas.

Depois desta introdução bastante colorida, eis que chegamos à Pré-História:

A pré-história está para a civilização, assim como um documentário do SNI está para uma vulgar sessão de cinema: é longo, obscuro e tremendamente chato.

IMG_0287

E está definido o tom com que a história humana é contada: com trocadilhos, alusões a figuras conhecidas e caricaturas divertidas em qualquer contexto, frases que debitam verdades certeiras sob a máscara da piada:

A ociosidade feminina criou, além do adultério, um novo tipo de passatempo: – a caridade. Embora sob a capa de uma grande solicitude dos ricos pela miséria dos pobres, não foi mais do que um pretexto para chás, jantares, bailes, festins, bacanais e todos os tipos de divertimentos para senhoras desocupadas e velhinhas gagás.

O estilo do texto ganha nova camada de complexidade no volume seguinte, de título O Egipto, com alusões mais intrincadas e subversivas. Complexidade que é acompanhada nos desenhos que acompanham o texto.

IMG_0297

Mas o certo é que tamanha quantidade de escrita não continha muitas ideias nem muita verdade: os textos egípcios eram, enfim, como a literatura dos nossos jornais.

Este volume termina com uma sessão original, uma reprodução do Diário de Notícias que existiria em Tebas, na época.

IMG_0465

IMG_0466

Para terminar, ainda se escreve sobre a Mesopotâmia:

A sua ínfima cultura deu-lhes para escrever o pouco que sabiam em bibliotecas de tijolos (pelo que as discussões entre sábios acabavam sempre no banco do hospital).

O terceiro volume mantém o tom irónico, mas desta vez centrando-se na história dos Judeus.

Receando a justiça faraónica, Moisés resolveu pirar-se para o deserto do Sinai, onde chegou com uma bússola, uma camisa TV e uma escova de dentes e onde acabou por se casar com uma filha de um santo sacerdote (Não percebemos bem qual a ideia com que se foge para o deserto, como é que no deserto há sacerdotes, como é que os sacerdotes têm filhas e como é que estas se casam com o primeiro que aparece … mas vem assim nos livros).

IMG_0527

Aproveitando várias episódios da história da humanidade, o autor reconta-os, acrescentando alusões cómicas e pequenas mensagens transformando-os em cenas representativas de toda a pulhice humana ao longo de 450 páginas.

As imagens e excertos que coloquei aqui são um fraco exemplo de todo o conjunto. São apenas algumas das que mais facilmente podia aqui colocar – é que existem enormes textos que conseguem manter este tom densamente populado com referências, onde se cruzam episódios históricos e contemporâneos do autor.

É, pois, uma leitura que aconselho lenta. No meu caso, fui intercalando com outros livros, para melhor apreciar as menções irónicas. Sem dúvida, uma excelente e curiosa leitura.

5 pensamentos sobre “História Universal da Pulhice Humana – José Vilhena

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Janeiro de 2016 | Rascunhos

  2. Pingback: Últimas aquisições | Rascunhos

  3. Pingback: O melhor do primeiro trimestre de 2016 | Rascunhos

  4. Pingback: Avelina – Criada para todo o çerviço – Vilhena | Rascunhos

  5. Pingback: Manual de Etiqueta – Vilhena | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s