Southern Bastards Vol.1 – Jason Aaron e Jason Latour

IMG_3967

Tal como tantos outros jovens, Earl Tubb sentiu necessidade  de abandonar a sua terra natal para fugir do ambiente familiar com o qual não se identificava. Como em tantos outros casos, a figura que representava o conflito era a do pai, um homem rígido, sem receio de castigar com o cajado os que o rodeavam quando se afastavam do caminho correcto.

Agora adulto, homem feito, quase velhote, Earl Tubb é obrigado a regressar. Por pouco tempo, pensa – só o suficiente para pôr os papéis em dia e poder largar os poucos bens que lá tem, pondo, para trás das costas todo o peso do passado. Estas são as últimas acções que lhe permitirão finalmente cortar amarras e libertar-se.

IMG_4025

O que não espera é que o passado tenha deixado marcas bastante mais profundas e se descubra a ele próprio seguindo as pisadas do pai, empurrado para situações onde assume o mesmo papel autoritário e protector, contrariando as acções do gangster local, o treinador da equipa de futebol que gere os negócios menos lícitos da região.

As poucas tentativas de se manter pacífico falham e ainda que pense em sair da cidade (e a isso seja instigado) as rodas furadas do camião não ajudam. Ao objectivo de acabar com as pontas soltar e partir sobrepõem-se as injustiças a que assiste – a brutalidade sem consequências à qual a população assiste passivamente, com receio de se meterem em assuntos alheios.

IMG_5676

Ainda que o desenvolvimento seja previsível não conseguimos deixar de sentir empatia para com o homem que tenta afastar-se do passado mas que não consegue ficar impassível perante as situações a que assiste e assim se envolve em episódios de violências crescente.

Em cenário tipicamente do interior americano, inóspito e brutal, seguindo a lei do mais forte, é uma história que ganha complexidade pela forma como explora os relacionamentos –  o sentimento de revolta do homem para com o pai, apesar de morto, o sentimento de ternura que expressa nas chamadas telefónicas para alguém que só conhecemos no final, o sentimento silencioso de rectidão que comanda as suas acções e que vão definindo Earl Tubb.

Ainda que saibamos conscientemente qual o único percurso que a história pode seguir, é fazendo-nos torcer pela personagem que Southern Bastards consegue ultrapassar o cliché e deixar o gostinho amargo no final deste volume.

Southern Bastards foi publicado em Portugal pela G Floy. O segundo volume está previsto para breve.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s